Harley-Davidson Street Glide Special 2020 com tecnologia de ponta

Guilherme Marazzi A Harley-Davidson Street Glide Special tem acabamento escurecido

Este ano de 2020 talvez fique tão estigmatizado quanto 1943, para a indústria de veículos a motor. Devido à Segunda Guerra, poucos foram os modelos de automóveis de passeio produzidos no início desse ano em especial, uma vez que a produção fabril se voltou ao material bélico, e nos dois anos seguintes praticamente nenhum saiu das linhas de montagem. Com a produção suspensa, só agora é que os fabricantes, em ritmo lento, estão ensaiando em voltar à normalidade.

LEIA MAIS: Confira a incrível história da Honda CB 450 DOHC Black Bomber

Apesar de a produção de motocicletas não ter sido suspensa no período da guerra, uma vez que elas se mostraram muito úteis nas frentes de batalha, os modelos atuais, de 2020, podem se tornar, no futuro, uma referência histórica. A Harley-Davidson , por exemplo, lançou a família 2020 no fim do ano passado e já pudemos experimentar alguns modelos no início deste ano. Mas só agora elas estão disponíveis para aquela semaninha de passeio com as novidades.

A Harley-Davidson Street Glide Special é uma delas. Visualmente, pouca coisa mudou em relação àquela que rodamos há cerca de um ano ( veja aqui ), mas a introdução dos novos sistemas eletrônicos fazem toda a diferença na dirigibilidade da motocicleta. Toda a família Touring da Harley passa a ter o sistema Reflex de Direção Defensiva (RDRS), um conjunto de sistemas que otimizam a tração e a estabilidade em praticamente todos os momentos da pilotagem.

O RDRS inclui, entre outros sistemas, o ELB de freios eletronicamente vinculados, o VHC, assistente de partida em rampas, e o TPMS, que controla a pressão dos pneus. De série nas Harley CVO e LiveWire, alguns sistemas são opcionais nos EUA para as famílias Touring, mas estarão presentes em todas as unidades comercializadas no Brasil.

Guilherme Marazzi O pacote RDRS é padrão na H-D Street Glide Special comercializada no Brasil

A Harley-Davidson Street Glide Special é uma bagger com carenagem frontal montada no garfo, ou seja, se movimenta juntamente com o guidão. Apesar de tornar a dirigibilidade um pouco mais pesada, essa carenagem é menor e mais leve que a fixa, que equipa outros modelos da família Touring.

LEIA MAIS: Honda CL 350 K0 Scrambler 1968 é raridade com motor bicilíndrico

O estilo da Street Glide se mantém como no ano passado, com todo acabamento em preto, o que a Harley chama de visual escurecido. Nesta motocicleta de cor preta, o contraste das cores não é tão destacado como nas outras cores disponíveis, como a branca ou a vermelha.

A posição de pilotagem é bastante confortável e permite total controle da motocicleta em manobras de baixa velocidade. Os apoios dos pés do piloto são largos estribos e os alforjes são rígidos, em uma estilo mais ousado do que o das Ultra, cobrindo parcialmente os escapamentos.

O motor é o Milwaukee-Eight 114, de 1.868 cm3 de cilindrada, com 16,7 kgfm de torque, para um peso de 380 kg em ordem de marcha. A Harley-Davidson Street Glide Special tem também o sistema Infotainment Boom GTS, com tela de TFT colorida sensível ao toque, sistema de áudio com 25 w por canal, conectividade Bluetooth, iPod, iPhone (Apple CarPlay) e USB, conexão com celular e navegador por GPS.

O pacote RDRS é a grande novidade para 2020. O ELB dos freios distribui esforço de frenagem para ambas as rodas, independentemente se eles são acionados pelo manete ou pelo pedal. Já o C-ELB otimiza a frenagem em curvas, levando em conta a inclinação da motocicleta, ajudando a manter a trajetória desejada mesmo em uma situação inesperada. Já o sistema de controle de tração C-TCS evita o destracionamento da roda traseira em acelerações excessivas mesmo em curvas, e o DSCS impede o travamento da roda traseira em reduções bruscas de marcha.

LEIA MAIS: Conheça a CB 350, a mais popular das Honda dos anos 60

Um sistema interessante é o VHC, assistente de partida em rampa, que mantém a motocicleta freada em aclives mesmo depois da liberação do manete ou do pedal de freio, para evitar o retorno para trás antes que a embreagem seja desacionada para a partida. O acionamento é simples, basta aplicar uma sobrepressão no freio assim que a motocicleta parar completamente. Uma luz no painel indicará quando o VHC estiver em funcionamento. Na cor preta, a Harley-Davidson Street Glide Special custa R$ 98.900, R$ 99.750 para outras cores e R$ 100.700 para a pintura em duas cores.

Fonte: carros.ig.com.br/colunas/cultura-da-motocicleta/2020-06-26/harley-davidson-street-glide-special-2020-com-tecnologia-de-ponta.html