AO MINUTO: Guterres visita Bucha; Ucrânia contra-ataca em Kherson

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, já está em Kyiv, onde vai reunir com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky. Há menos de 24 horas, o português esteve em Moscovo, onde admitiu que as negociações com Vladimir Putin não correram tão bem quanto o esperado.

A contraofensiva no leste da Ucrânia focou-se esta noite na cidade de Kherson, a segunda maior cidade do país. Kherson foi tomada no início da guerra pelos russos e, enquanto os invasores preparam um referendo manipulado na cidade, o contra-ataque ucraniano provocou um incêndio que interrompeu a transmissão de canais de propaganda russos.

Segundo os dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, a guerra na Ucrânia já fez mais de 2.700 mortos entre a população civil, mas a ONU alerta que o número real de mortos poderá ser muito superior depois de contabilizadas as baixas em cidades sitiadas e controladas pelos russos.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia:

10h56 – Amal Clooney pede justiça pelos crimes cometidos pela Rússia na Ucrânia

advogada de direitos humanos Amal Clooney exortou, na quarta-feira, os Estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) a concentrar-se na justiça internacional para os crimes de guerra cometidos na Ucrânia.

10h46 – Conselheiro de Zelensky justifica ataques na Rússia

O conselheiro de Volodymyr Zelensky e diplomata Mykhailo Podolyak, afirmou esta quarta-feira no Twitter que a Ucrânia tem o direito a se defender dos ataques russos, justificando assim contraofensivas ucranianas em território da Rússia. Numa mensagem, citando o secretário de Estado norte-americano, Podolyak escreveu que “a Ucrânia tem o direito a se defender de qualquer forma, incluindo ataques em armazéns e bases dos assassinos”.

10h34 – Suécia e Finlândia na NATO? “Espero que o processo avance rapidamente”

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, afirmou esta quinta-feira que “espera” que o processo de adesão da Suécia e Finlândia à aliança transatlântica “avance rapidamente”, se os dois países decidirem candidatar-se.

“Se decidirem candidatar-se, a Finlândia e a Suécia serão calorosamente recebidas e espero que o processo avance rapidamente”, disse o responsável, citado pela agência de notícias Reuters, aos jornalistas, em Bruxelas.

10h32 – “Foram das declarações mais duras que algum secretário-geral da ONU fez”

Isabel Moreira, deputada pelo PS na Assembleia da República, elogiou a postura detida pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) na mediação do conflito entre a Rússia e a Ucrânia, dizendo mesmo que, “desde o início, ele fez declarações como nunca outro secretário-geral da ONU fez relativamente a um dos seus membros permanentes”, afirmou, na CNN Portugal.

10h24 – Região de Kherson, ocupada pelos russos, começa a usar o rublo no domingo

A região de Kherson vai começar o rublo, a moeda russa, a partir do dia 1 de maio, segundo avançou a agência de notícias russa RIA. Kirill Stremousov, do comité pró-russo que lidera a cidade, contou à agência que a transição da moeda ucraniana, o hryvnia, para o rublo, deverá demorar cerca de quatro meses.

A cidade de Kherson, alvo de uma contraofensiva pelos ucranianos esta quinta-feira, foi uma das primeiras cidades a ser ocupada pelos russos no início da guerra, e situa-se num ponto estratégico, entre a Crimeia e o Donbass.

9h56 – Situação em Zaporizhzhia é perigosa e “insustentável”, alerta diretor da AIEA

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Grossi, alertou esta quinta-feira para a situação perigosa e “insustentável” na central nuclear de Zaporizhzia, a maior da Europa e que chegou a ser ocupada pelos russos.

Citado pela Sky News, Grossi contou que especialistas da AIEA não foram autorizados a entrar na central nuclear, que precisa urgentemente de reparos depois de bombardeamentos russos terem atingido Zaporizhzhia.

“A situação não é sustentável como está. Isto é um assunto pendente. É uma luz vermelha a piscar”, descreveu o diretor-geral da agência da ONU.

9h48 – “Ou perdemos na Ucrânia ou a III Guerra Mundial começa”

Margarita Simonyan, editora da rede de televisão estatal russa RT e porta-voz do Kremlin, declarou, na passada quarta-feira à noite, num programa televisivo que “a ideia de Putin apertar o botão vermelho é mais provável do que a ideia de permitir que a Rússia perca a guerra”.

9h37 – Manifestantes reúnem-se em Kyiv para demonstrar apoio a Mariupol

Desde o início da guerra, têm-se registado em várias partes do mundo protestos contra a invasão russa sobre a Ucrânia, em demonstrações públicas de apoio e solidariedade para com o povo invadido. Na quarta-feira, foi a vez de cidadãos ucranianos se reunirem na Praça da Independência, em Kyiv, para demonstrarem o seu apoio à cidade portuária de Mariupol – onde, neste momento, cerca de 1.000 civis e militares ucranianos estarão ainda retidos no complexo industrial de Azovstal, de acordo com a agência Ukrinform.

9h26 – Cecília Meireles. Putin é um líder que só reconhece “argumentos de força”

Cecília Meireles, deputada do CDS-PP nas últimas quatro legislaturas, disse, num espaço de comentário na CNN Portugal, que o presidente russo, Vladimir Putin, “é um tipo de líder e de político que se impressiona com argumentos de força”. Ou seja, com  “argumentos bélicos” ou, por outro lado, “económicos”.

9h08 – Guterres pede cooperação russa para investigações a crimes de guerra

De visita a uma vala comum em Bucha, onde dezenas de civis foram mortes a sangue frio pelas tropas russas, António Guterres pediu a colaboração das autoridades russas com o Tribunal Internacional de Justiça, argumentando que é do interesse de todos as investigações a crimes de guerra.

Aos jornalistas no local, Guterres acrescentou que “quando falamos de crimes de guerra, não podemos esquecer que o pior dos crimes é a própria guerra”.

8h56 – O momento em que a Rússia e os EUA trocam prisioneiros

Um vídeo mostra o momento em que os Estados Unidos da América (EUA) e a Rússia trocaram, na quarta-feira, dois prisioneiros: o estudante norte-americano Trevor Reed e o piloto russo Konstantin Yaroshenko. A troca ocorreu após “um longo processo de negociações”, que durou vários meses.

8h42 – “Fomos espancados. Humilharam-nos. Tratavam-nos como animais”

Volodymyr Khropun, voluntário da Cruz Vermelha, é um dos ucranianos que foram capturados pelas forças russas e deportado para a Rússia. Embora tenham já passado três semanas desde o dia em que foi libertado, encontra-se ainda abalado devido ao que experienciou.

8h28 – Rússia reforça ofensiva em Izium

O exército russo tem nas últimas horas concentrado tropas e armamento na cidade de Izium e intensificado a ofensiva para controlar por completo a região ucraniana de Donbass, avançou hoje a liderança militar da Ucrânia.

8h25 – Guterres visita Borodyanka

O secretário-geral da ONU vai reunir com o presidente ucraniano esta manhã mas, antes, visitou a cidade de Borodyanka, nas imediações de Kyiv. A cidade, à semelhança de Bucha, foi um dos locais onde a retirada das tropas russas expôs corpos de civis nas ruas e valas comuns, em massacres condenados pela comunidade internacional.

Nas primeiras declarações no local, António Guterres afirmou que “a guerra é um absurdo no século XXI” e imaginou a própria família no massacre em Borodyanka. “Vejo as minhas netas a fugir em pânico, parte da família talvez morta”, afirmou, acrescentando o seu coração “está naturalmente com as vítimas”.

8h14 – “A guerra na Ucrânia só será resolvida no campo de batalha”

A guerra na Ucrânia só será resolvida no campo de batalha e não é possível prever o que pode acontecer, incluindo na própria Rússia, afirmou em entrevista à Lusa o diplomata finlandês René Nyberg.

8h03 – Finlândia atinge “ponto de não retorno” na adesão à NATO

A Finlândia ainda não tomou a decisão de entrar para a NATO, mas a questão começou a ser discutida no Parlamento e a sensação que se vive no país é que se atingiu “o ponto de não retorno”.

8h01 – Reino Unido avisa que frota russa continua a poder atacar no mar Negro

A inteligência britânica alertou esta quinta-feira para a forte presença da marinha russa no mar Negro, depois do afundamento do cruzador Moskva pelas forças ucranianas.

Na sua habitual atualização diária no Twitter, o Ministério da Defesa do Reino Unido afirma que há 20 navios russos “na zona operacional do mar Negro, incluindo submarinos”.

7h50 – Microsoft diz que Rússia lançou mais de 200 ataques cibernéticos

A tecnológica Microsoft anunciou na quarta-feira que grupos informáticos ligados à Rússia levaram a cabo mais de 200 ataques cibernéticos contra a Ucrânia e as suas infraestruturas desde o início da invasão, a 24 de fevereiro.

7h45 – Mais de metade dos canhões cedidos pelos EUA já foram entregues a Kyiv

Mais de metade dos canhões M114 Howitzer autorizados a enviar para a Ucrânia pelos Estados Unidos já chegaram ao destino, adiantou esta quarta-feira o Departamento de Defesa (Pentágono) norte-americano.

7h40 – Rússia diz que destruiu armamento entregue a Kyiv

A Rússia disse na quarta-feira ter destruído “uma grande quantidade de armamento” fornecido por países ocidentais à Ucrânia, uma afirmação desmentida pelas autoridades ucranianas.

7h35 – Kherson atingida por bombardeamentos ucranianos

Forças da Ucrânia dispararam na quarta-feira mísseis e foguetes contra a cidade de Kherson, no sul do país, atualmente controlada por tropas da Rússia.

7h32 – Para recordar:

7h30 – Bom dia. Arrancamos com a nossa cobertura AO MINUTO desta quinta-feira sobre a invasão russa na Ucrânia. Pode recordar a cobertura de quarta-feira aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Kremlin “planeia referendos”; EUA vão reabrir embaixada?

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Cancún desde 594€ ida e volta!

Lifestyle Viagens 19/01/21

Mergulhe nestas praias que são autênticos cenários de postal. Reserve já!

patrocinado por Betclic

Os jogos (e as apostas) que prometem aquecer o fim de semana e a semana

patrocinado por Continente

Papel reciclado não o convence? O do Continente Eco é uma aposta ganha

Recomendados para si

window._taboola = window._taboola || [];
_taboola.push({
mode: ‘thumbnails-a’,
container: ‘taboola-below-article-thumbnails’,
placement: ‘Below Article Thumbnails’,
target_type: ‘mix’
});

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Fonte: NOTICIASAOMINUTO.COM