AO MINUTO: Papa quer reunir com Putin; Nova evacuação de Mariupol

Ao 69.º dia de guerra na Ucrânia, está prevista uma nova tentativa de retirada de civis da cidade portuária de Mariupol, de acordo com a informação avançada na segunda-feira pela autarquia local. O comboio humanitário, que vai acompanhar a retirada de civis, tinha saída marcada de Berdiansk pelas 7 horas locais (5 horas em Lisboa). 

Até ao momento, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos deu conta de que a invasão russa sobre a Ucrânia provocou já, pelo menos, 3.153 mortos entre a população civil.

DESTAQUES

EM DIRETO

ONU e OSCE avisam que ataques contra jornalistas são crimes de guerra

Ema Gil Pires | há 9 minutos

Um ataque para matar, ferir ou sequestrar um jornalista constitui um crime de guerra, alertaram hoje quatro organizações internacionais, incluindo a ONU e a OSCE, exigindo o fim dos ataques a profissionais de imprensa na Ucrânia.

“Estamos profundamente preocupados com a segurança dos jornalistas”, afirmaram observadores de quatro organizações internacionais numa declaração conjunta divulgada a propósito do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, que hoje se assinala.

OMS vai discutir impacto da invasão sobre sistema de saúde ucraniano

Ema Gil Pires | há 10 minutos

A Organização Mundial de Saúde (OMS) confirmou que será realizada, na próxima semana, uma reunião especial sobre o impacto da invasão russa sobre os cuidados de saúde na Ucrânia. “Haverá uma reunião a 10 de maio sobre o impacto da guerra no sistema de saúde da Ucrânia”, referiu, a este propósito, Tarik Jasarevic, porta-voz da OMS, numa conferência de imprensa em Genebra, aqui citado pela Reuters.

Europa recorre a África para reduzir compras de gás à Rússia

Ema Gil Pires | há 9 minutos

A União Europeia quer aprofundar a cooperação com países africanos, como Nigéria, Senegal e Angola, para aumentar as compras de gás natural liquefeito e assim reduzir a dependência da Rússia em dois terços este ano.

De acordo com a agência de informação financeira Bloomberg, o esboço da nova estratégia europeia, que deverá ser aprovada pela Comissão Europeia ainda este mês no âmbito do plano para reduzir e dependência energética de Moscovo, pretende aprovar o potencial ainda por explorar dos países no ocidente de África, entre os quais estão os lusófonos Angola e Guiné Equatorial, ambos produtores de gás natural liquefeito.

Autocarros que saíram de Mariupol com progresso em direção a Zaporizhzhia

Ema Gil Pires | há 18 minutos

O conjunto de autocarros que ajudaram, este fim de semana, cerca de uma centena de civis a escapar da cidade sitiada de Mariupol está lentamente a dirigir-se para Zaporizhzhia, reporta a BBC. Em causa está um comboio humanitário que tem de atravessar centenas de quilómetros de território atualmente controlado por separatistas apoiados por Moscovo. 

Segundo a BBC, ainda não é claro se esses autocarros já estão em território controlado pelas tropas de Kyiv. No entanto, a chegada dos mesmos a Zaporizhzhia é esperada durante as próximas horas.

Rússia diz que Israel apoia "neonazis" na Ucrânia

Ema Gil Pires | há 52 minutos

O Ministério dos Negócios Estrangeiros russo acusou, esta terça-feira, Israel de apoiar os “neonazis” ucranianos. Isto depois de, anteriormente, o ministro Sergei Lavrov ter alegado que Adolf Hitler tinha origens judaicas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros israelita Yair Lapid referiu na segunda-feira, a este propósito, que a afirmação de Lavrov era uma falsidade “imperdoável” que rebaixava os horrores do Holocausto nazi.

O Ministério russo, aqui citado pela Reuters, veio agora dizer que os comentários do ministro dos Negócios Estrangeiros israelita Yair Lapid eram “anti-históricos” e que explicam “em grande medida porque é que o atual governo israelita apoia o regime neonazi em Kyiv”.

Rússia diz ter atingido aeródromo perto de Odessa

Ema Gil Pires | há 1 hora

Moscovo diz ter atingido, com recurso a mísseis de alta precisão, um aeródromo localizado perto da cidade portuária de Odessa. Em causa está uma estrutura militar que terá sido alegadamente usada para a receção de armamento doado pelo Ocidente à Ucrânia, reporta o Ministério da Defesa russo, citado pela Sky News.

“Foram destruídos hangares contendo drones Bayraktar TB2 não tripulados, bem como mísseis e munições provenientes dos Estados Unidos e de países europeus”, acrescentou a mesma entidade, numa declaração.

Kyiv diz que travou operações terrestres russas no sul do país

Ema Gil Pires | há 36 minutos

As forças ucranianas conseguiram travar as operações militares terrestres da Rússia no sul da Ucrânia, eliminando 122 soldados russos, afirmou hoje o Comando Militar Sul ucraniano na rede social Facebook.

“O inimigo, fortificado em posições defensivas, não realizou ações ativas nas regiões de Kherson e Mykolaiv (no sul do país, onde controla grandes áreas) nas últimas 24 horas”, assegurou o comando ucraniano posicionado na área.

“No entanto, Mykolaiv e os seus arredores foram atacados por vários lançadores de foguetes. O inimigo mais uma vez disparou contra instalações industriais. Felizmente, nenhuma vítima foi relatada”, acrescentaram os militares ucranianos.

24.200 militares russos abatidos na guerra, diz a Ucrânia

Ema Gil Pires | há 1 hora

Na mais recente atualização fornecida pelas forças armadas ucranianas, Kyiv estima que Moscovo perdeu, desde o início da invasão, um total de cerca de 24.200 militares. De acordo com os dados mais recentes, terão ainda sido abatidos 1.062 tanques e 194 aviões militares russos.

Vale a pena salientar, no entanto, que as estimativas fornecidas pela Ucrânia são bem superiores às oferecidas por qualquer outra fonte. Já a Rússia, por sua vez, não oferece uma atualização desta natureza desde o mês de março.

Zelensky critica Lavrov por culpar os judeus de crimes nazis

Ema Gil Pires | há 1 hora

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky acusou hoje o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, de “culpar o povo judeu pelos crimes nazis”, frisando que a Rússia “esqueceu-se de todas as lições da Segunda Guerra Mundial”.

Num discurso publicado esta madrugada, Zelensky recordou que o “ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia disse abertamente que os maiores antissemitas, supostamente, encontram-se entre os próprios judeus e que provavelmente Hitler tinha sangue judeu”. 

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Володимир Зеленський (@zelenskiy_official)

Weleda suspende atividade comercial na Rússia

Ema Gil Pires | há 2 horas

Como reação direta à invasão da Ucrânia por parte do exército russo, a marca de cosméticos Weleda suspendeu todas as entregas na sucursal russa em Moscovo. Para além disso, optou por suspender todas as atividades comerciais e de marketing na Rússia. A loja online neste país também está encerrada.

“A Weleda condena a ação do regime russo e aproveita esta medida para fazer um manifesto e campanha pelo fim da guerra”, refere a marca em comunicado. E, acrescenta: “Todos os esforços estão concentrados em cuidar de todos os trabalhadores da Ucrânia e Rússia ajudando-os da melhor forma”.

Hungria opõe-se a novas sanções sobre petróleo. Eslováquia pede isenção

Ema Gil Pires | há 1 hora

A Hungria não apoiará a aplicação de quaisquer sanções que impossibilitem o envio de petróleo e gás russo para o seu país, informou esta terça-feira o ministro húngaro dos Negócios Estrangeiros, Peter Szijjarto. Em declarações citadas pela Reuters, o governante esclareceu que os carregamentos de petróleo russo através do oleoduto Druzhba representavam cerca de 65% das reservas de que o país necessita – garantindo não existirem rotas alternativas de abastecimento.

Por outro lado, a Eslováquia anunciou que irá procurar obter uma isenção de qualquer embargo que venha eventualmente a ser aprovado, pela União Europeia, ao petróleo russo – no âmbito de um novo pacote de sanções contra a Rússia que tem já vindo a ser debatido. “Se chegarmos a uma aprovação do embargos sobre o petróleo russo como parte de um novo pacote de sanções contra a Rússia, então a Eslováquia solicitará uma isenção”, adiantou o Ministério da Economia da Eslováquia, noticia também a Reuters.

Zelensky diz que retirada de civis de Mariupol vai continuar

Ema Gil Pires | há 2 horas

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse esta terça-feira que a retirada de civis da cidade de Mariupol, no sul do país, vai continuar hoje, esperando a eficácia dos corredores humanitários de Berdiansk, Tokmak e de Vasylivka.

Num discurso publicado esta manhã nas redes sociais, o chefe de Estado ucraniano disse que Kyiv continua a fazer “todos os possíveis para salvar” os civis de Mariupol e que a operação de retirada vai continuar.

Bombardeamentos matam três civis na cidade oriental de Vuhledar

Ema Gil Pires | há 2 horas

Pelo menos três civis morreram na sequência de bombardeamentos russos registados na cidade ucraniana de Vuhledar, localizada na parte oriental do país. A notícia, inicialmente avançada pela região de Donetsk, foi entretanto confirmada pelo gabinete do presidente ucraniano nas últimas horas.

Lembre-se que o foco da investida militar russa deslocou-se, nas últimas semanas, para o leste e para o sul da Ucrânia, depois das forças de Moscovo terem falhado a conquista da capital do país, Kyiv.

UE prepara novas sanções sobre vendas de petróleo russo

Ema Gil Pires | há 2 horas

A União Europeia está a preparar a aplicação de novas sanções sobre o comércio de petróleo russo, tendo expetativas de aprovar um possível embargo sobre o mesmo na próxima reunião do seu Conselho de Negócios Estrangeiros, adiantou na segunda-feira Josep Borrell, o Alto Representante do bloco europeu para os Negócios Estrangeiros.

A Comissão Europeia deverá, assim, propor esta semana a aplicação de um novo pacote de sanções, que incluirá um potencial embargo à compra de petróleo russo. Esta é uma medida que, no entanto, provoca ainda alguma discórdia entre os vários países que constituem o bloco europeu. A Hungria, por exemplo, garantiu que não vai apoiar a adoção de tal proposta.

Reino Unido promete novo pacote de ajuda militar à Ucrânia

Ema Gil Pires | há 2 horas

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, irá dirigir-se ao Parlamento ucraniano esta terça-feira, tornando-se o primeiro líder mundial a fazê-lo desde o início da guerra.

No discurso, Johnson irá anunciar um novo pacote de ajuda militar de 300 milhões de libras (cerca de 357 milhões de euros) para ajudar a resistência ucraniana a combater a invasão russa, informa a Reuters.

Força militar russa "significativamente mais fraca" após invasão

Ema Gil Pires | há 1 hora

O Ministério da Defesa britânico forneceu, esta manhã, mais uma atualização sobre a situação de guerra na Ucrânia. A entidade veio agora referir que a força militar russa está agora “significativamente mais fraca, tanto material como conceptualmente, como resultado da sua invasão sobre a Ucrânia”.

A mesma atualização acrescenta ainda que a “recuperação desta situação será exacerbada por sanções. Isto terá um impacto duradouro na capacidade da Rússia de empregar força militar convencional”.

Pelo menos 200 civis permanecem no complexo Azovstal

Ema Gil Pires | há 2 horas

Cerca de 100.000 civis permanecem na cidade portuária de Mariupol, de acordo com a informação avançada esta terça-feira pelo autarca da cidade. Vadym Boychenko acrescentou ainda que 200 civis ainda se encontram, juntamente com militares ucranianos, no complexo siderúrgico Azovstal.

Durante o fim de semana, um grupo de 100 civis acabaria por conseguir fugir da siderúrgica – embora, de acordo com as autoridades, o mesmo acabaria por não chegar ainda a Zaporizhzhia, cidade de destino, devido a atrasos no caminho.

Nova tentativa de retirada de civis de Mariupol prevista para hoje

Ema Gil Pires | há 3 horas

A Câmara de Mariupol revelou, na segunda à noite, através do Telegram, que está prevista para esta terça-feira uma nova tentativa de retirada de civis de Mariupol.

O comboio humanitário, que vai acompanhar a retirada de civis, tinha saída prevista de Berdiansk pelas 7 horas horas locais (5 horas em Lisboa).

11.500 ucranianos levados para a Rússia em apenas 24 horas

Ema Gil Pires | há 2 horas

Cerca de 11.500 pessoas terão sido deslocadas da Ucrânia para território russo na segunda-feira, sem a participação das autoridades ucranianas. A informação foi avançada pelo Ministério da Defesa da Rússia, aqui citado pela Sky News. Do número de refugiados aqui contabilizados, 1.847 serão crianças.

Moscovo informa, a este propósito, que estes refugiados foram auxiliados a escapar das regiões de Donetsk e Lugansk a seu próprio pedido, embora Kyiv afirme que a Rússia tem obrigado milhares de pessoas a escaparem para território russo desde o início da guerra.

"Desinformação ainda divide moldavos, mas Europa parece ganhar a guerra"

Ema Gil Pires | há 3 horas

Analistas moldavos consideram que a aproximação do país à União Europeia (UE) está a tornar-se irreversível, com o envelhecimento dos russófonos e o surgimento de media independentes do dinheiro russo, um processo gradual que a guerra na Ucrânia acentuou.

“A desinformação, financiada por Moscovo, tem afetado muito o sistema democrático da Moldova, mas as coisas parecem estar a mudar”, disse Victoria Dodon à agência Lusa, diretora do Centro Independente de Jornalismo, um ‘think tank’ (grupo de reflexão) moldavo que monitoriza a situação dos media no país e a desinformação.

UE no Panamá para debater o conflito e reforçar laços na região

Ema Gil Pires | há 3 horas

O Panamá e a União Europeia (UE) condenaram, na segunda-feira, a invasão russa sobre a Ucrânia, no arranque da visita oficial do chefe da diplomacia europeia, que procura reforçar os laços na região da América Central e Caraíbas.

Borrell chegou no domingo ao Panamá, depois da visita ao Chile, para cumprir a agenda com o governo panamenho e com os ministros dos Negócios Estrangeiros da América Central e das Caraíbas, para discutir o impacto da guerra na Ucrânia.

Jill Biden quer destacar "resiliência inspiradora" de refugiados

Ema Gil Pires | há 3 horas

A primeira-dama dos Estados Unidos pretende destacar a “resiliência inspiradora” das famílias de refugiados ucranianos durante a visita à Roménia e à Eslováquia esta semana. Durante a mesma, Jill Biden encontrar-se-á ainda com trabalhadores humanitários, militares norte-americanos e funcionários da embaixada.

Tal como divulgado, no domingo, pelo gabinete da primeira-dama, Jill Biden irá estar entre 5 e 9 de maio na Europa, onde irá conviver com refugiados ucranianos.

Rússia planeia anexar Donetsk e Lugansk

Ema Gil Pires | há 2 horas

Depois não conseguir conquistar Kyiv, a Rússia planeia anexar as regiões ocupadas de Donetsk e de Lugansk até meados de maio, disse o embaixador norte-americano da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, Michael Carpenter.

“De acordo com os relatórios mais recentes, acreditamos que a Rússia tentará anexar a ‘República Popular de Donetsk’ e a ‘República Popular de Lugansk'”, avançou Michael Carpenter, citado pela AFP.

Papa Francisco disponível para reunir com Putin em Moscovo

Ema Gil Pires | há 2 horas

Num momento em que o conflito continua sem dar tréguas, o Papa Francisco disse, em entrevista ao Corriere della Sera, ter já informado o presidente russo, Vladimir Putin, da sua disponibilidade para ir a Moscovo, com o objetivo de pôr fim à invasão russa sobre a Ucrânia. Algo que, refere, aconteceu passados apenas 20 dias de guerra.

Segundo o Papa Francisco, Putin ainda não ofereceu qualquer resposta a este pedido.

Cancún desde 594€ ida e volta!

Lifestyle Viagens 19/01/21

Mergulhe nestas praias que são autênticos cenários de postal. Reserve já!

patrocinado por Betclic

Os jogos (e as apostas) que prometem aquecer o fim de semana e a semana

Recomendados para si

window._taboola = window._taboola || [];
_taboola.push({
mode: ‘thumbnails-a’,
container: ‘taboola-below-article-thumbnails’,
placement: ‘Below Article Thumbnails’,
target_type: ‘mix’
});

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Fonte: NOTICIASAOMINUTO.COM