AO MINUTO: Naturalização de ucranianos? "Ilegal"; Severodonetsk cercada

Chegamos ao 91.º dia de guerra, numa altura em que a situação se complica no Donbass. Segundo Zelensky, “praticamente todo o poder do Exército russo, o quer que tenha sobrado, está a ser lançado na ofensiva”. 

O sexto pacote de sanções continua a ser discutido. Von der Leyen insurgiu-se contra as “falsas expetativas” sobre a possível aprovação de um sexto pacote de sanções contra Moscovo, bloqueado pela Hungria devido ao embargo de petróleo russo.

DESTAQUES

EM DIRETO

Fim de cobertura

Daniela Filipe | há 4 horas

Boa noite! Damos como terminado este acompanhamento AO MINUTO da guerra na Ucrânia, que será retomado num novo registo, na manhã de quinta-feira. Até lá, obrigada pela preferência!

Suíça abre processo para devolver bens de um político ucraniano

Daniela Filipe | há 4 horas

O Conselho Federal da Suíça (Executivo) iniciou, esta quarta-feira os procedimentos para confiscar e devolver à Ucrânia bens de um político ucraniano próximo do antigo presidente pró-russo Viktor Yanukovych, afastado em 2014.

"Sucesso tático" russo no Donbass "ameaça tornar-se sucesso operacional"

Daniela Filipe | há 5 horas

Oleksiy Arestovych, conselheiro da presidência ucraniana, considera que o “exército russo está a ter algum sucesso tático” na região do Donbass, que “ameaça tornar-se um sucesso operacional em direção a Lysychansk e Severodonetsk”, cita a Reuters. A queda das cidades faria com que toda a região de Lugansk passasse para controlo russo, sendo, por isso, alvos estratégicos de Moscovo.

Segundo o governador da região, Serhiy Gaidai, a polícia de Lysychansk está a recolher corpos para serem enterrados em valas comuns, adiantando que cerca de 150 pessoas foram sepultadas numa só vala num distrito daquela cidade.

Ainda assim, as famílias das vítimas mortais poderão voltar a sepultar os seus entes queridos após a guerra, estando a polícia a emitir documentos que permitem obter certidões de óbito, complementou o responsável.

 

Ucrânia coloca fim em viagens sem visto para russos

Daniela Filipe | há 6 horas

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, anunciou, esta quarta-feira, o fim das viagens sem visto para a população da Rússia, justificando a medida com a necessidade de aumentar a segurança fronteiriça devido à invasão russa.

“Perante o cenário da agressão russa em grande escala, a questão levantada é importante e vital. Apoio a necessidade de fortalecer os controlos sobre a entrada de cidadãos russos”, disse o responsável, citado pela Reuters, referindo-se a uma petição lançada por um civil ucraniano que apelava ao fim da permissão de entrada de cidadãos russos no país sem necessidade de visto.

Nessa linha, Zelensky revelou ainda ter enviado uma carta ao primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmyhal, para que tratasse do assunto.

Guerra deixará mais 4 milhões de africanos para pobreza extrema

Daniela Filipe | há 6 horas

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) estima que 30 milhões de africanos tenham sido empurrados para a pobreza extrema em 2021 devido à pandemia e prevê que a guerra da Ucrânia empurre outros quatro milhões até 2023.

Nas suas Perspetivas Económicas Africanas, hoje lançadas no âmbito dos encontros anuais do BAD em Acra, o banco sublinha que, apesar de um crescimento económico de 6,9% em 2021, os impactos da pandemia nas vidas e nas fontes de subsistência dos africanos continuaram a sentir-se no ano passado.

Putin reforça serviços secretos com nomeação de ministro de Emergências

Daniela Filipe | há 6 horas

O presidente russo, Vladimir Putin, reforçou hoje os serviços secretos da Rússia com a nomeação do general Alexandr Kurenkov como novo ministro para Situações de Emergência.

O Senado aprovou na véspera a nomeação de Kurenkov, que iniciou carreira no Serviço Federal de Segurança (FSB, antigo KGB).

Reino Unido pede à Rússia para deixar de roubar cereais

Daniela Filipe | há 6 horas

O ministro da Defesa britânico, Ben Wallace, pediu hoje em Madrid à Rússia para abandonar a Ucrânia e “parar de roubar” os cereais deste país “para o bem da humanidade” e evitar uma crise alimentar global.

“Peço à Rússia que faça a coisa certa para o bem da humanidade e pare de roubar cereais […] Trata-se de a Rússia sair da Ucrânia e os cereais chegarem ao resto do mundo”, disse Wallace numa conferência de imprensa conjunta com a ministra da Defesa espanhola, Margarita Robles, depois de uma reunião de preparação da cimeira da NATO que se realiza em Madrid em 29 e 30 de junho.

Milícias pró-russas de Lugansk garantem ter cercado Severodonetsk

Daniela Filipe | há 5 horas

As milícias pró-russas da República Popular de Lugansk, juntamente com o Exército russo na região de Donbass, garantiram hoje ter cercado “operacionalmente” a cidade de Severodonetsk, no leste da Ucrânia.

“Neste momento, podemos dizer que Severodonetsk está sob um cerco operacional”, informou um representante pró-Rússia, citado pela agência Interfax, que acrescentou que a cidade foi bloqueada em três dos seus acessos.
  

UE, EUA e Reino Unido investigam crimes de guerra na Ucrânia

Daniela Filipe | há 6 horas

A União Europeia, Estados Unidos e Reino Unido anunciaram hoje a criação do Grupo Assessor de Crimes Atrozes com o objetivo de coordenar o seu apoio à procuradora-geral ucraniana que investiga crimes cometidos durante a invasão russa.

A intenção consiste em “agilizar os esforços de coordenação e comunicação para garantir as melhores práticas, evitar a duplicidade de esforços e garantir a rápida disponibilização de recursos financeiros e pessoal qualificado para responder às necessidades” da Ucrânia, indicaram em comunicado Bruxelas, Washington e Londres.

Putin reconhece dificuldades e aumenta salário mínimo e pensões em 10%

Daniela Filipe | há 6 horas

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, determinou hoje o aumento do salário mínimo, das pensões e do valor mínimo de subsistência em 10%, reconhecendo as dificuldades devido à inflação, mas sem associar os problemas à “operação militar” na Ucrânia.

“Este ano está a ser difícil. Desde o início do ano a inflação acumulada está acima de 11%”, referiu Vladimir Putin durante uma reunião do Conselho de Estado sobre o apoio social aos cidadãos.

Lavrov garante que Rússia continuará a ajudar África apesar das sanções

Daniela Filipe | há 6 horas

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, garantiu que a Rússia continuará a ajudar os países africanos apesar das sanções impostas pelo Ocidente e instou-os a exigir a sua revogação.

Num encontro com embaixadores dos vários países de África acreditados em Moscovo, o chefe da diplomacia russa descartou a pressão ocidental no seguimento da invasão da Ucrânia e assegurou: “Continuaremos a oferecer o nosso apoio total e a desenvolver a cooperação mutuamente proveitosa”.

União Africana defende levantamento de sanções a cereais e fertilizantes

Daniela Filipe | há 6 horas

A União Africana (UA) defende um levantamento de embargos a fertilizantes e cereais russos e ao pagamento de importações em rublos devido risco de “fome generalizada” em África, afirmou hoje o atual presidente, Macky Sall, chefe de Estado do Senegal. 

Portugal pondera envio de material à Ucrânia em função das necessidades

Daniela Filipe | há 5 horas

A ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, disse hoje que Portugal está a ponderar o envio de mais material para Ucrânia, em função das necessidades daquele país, e que as 160 toneladas já cedidas estão “em trânsito”.

“Continuamos, como tem sido dito, na medida das nossas possibilidades e em função do que é também o pedido da Ucrânia, das suas necessidades, a ponderar o envio de apoio, de material. E, portanto, é o que continuaremos a fazer”, afirmou a ministra, em declarações à Lusa na cidade da Praia, onde participou hoje numa reunião de ministros da Defesa da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Kyiv exorta comunidade internacional a "matar exportações russas"

Daniela Filipe | há 5 horas

O ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Dmytro Kuleba, apelou hoje à comunidade internacional, durante o Fórum Económico Mundial em Davos (Suíça) para “matar as exportações russas”, de forma a pressionar o fim da guerra na Ucrânia.

“A minha mensagem é muito simples: matar as exportações russas, exceto alguns produtos críticos que o mundo precisa”, declarou Kuleba, acrescentando que Moscovo deveria deixar de “fazer dinheiro e investi-lo numa máquina de guerra que mata, viola e tortura ucranianos”.

"Preparem as armas". Kadyrov mostra interesse em invadir a Polónia

Daniela Filipe | há 8 horas

O presidente da República da Chechénia, Ramzan Kadyrov, disse, esta quarta-feira, que a Ucrânia “é um assunto encerrado”, mostrando-se interessado na Polónia.

“Depois da Ucrânia, se houver ordem, mostrar-lhes-emos aquilo que somos capazes de fazer em seis segundos. É melhor tirarem as armas aos mercenários”, referiu, num vídeo partilhado pelo meio de comunicação bielorrusso Nexta.

A cadeia de lojas Marks & Spencer vai sair definitivamente da Rússia

Daniela Filipe | há 8 horas

A cadeia de lojas internacional Marks & Spencer junta-se às marcas que abandonaram a Rússia definitivamente.

A empresa interrompeu as remessas para as lojas em março, mas agora, num comunicado citado pela Sky News, informa que “sairá totalmente do franchising russo” porque são um “negócio liderado por valores”.

"Vi-o deitado, aqui". Viúva recorda marido assassinado por soldado russo

Daniela Filipe | há 8 horas

Após a condenação a prisão perpétua do soldado russo de 21 anos que assassinou o seu marido, Kateryna Shelipova recordou o momento em que encontrou o corpo do homem com quem estava casada há 36 anos, com uma bala na cabeça, naquele dia fatídico de fevereiro, logo depois do início da invasão russa da Ucrânia. Leia a história na íntegra aqui.


© Reuters  

Kuleba acusa NATO de "não fazer nada" para ajudar a Ucrânia

Daniela Filipe | há 9 horas

O ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Dmytro Kuleba, acusou a NATO de “não fazer literalmente nada” no que toca a invasão russa da Ucrânia, ao mesmo tempo que elogiou a União Europeia (UE) pelas suas decisões “revolucionárias” quanto ao apoio a Kyiv.

“A NATO como aliança, como instituição, está completamente à margem e não faz literalmente nada. Lamento dizer isso”, acusou o responsável, que no Fórum Económico Internacional, em Davos, citado pela AFP.

Elogiou, contudo, Bruxelas pelas suas “decisões revolucionárias e inovadoras, que nem [os 27 Estados-membros] esperavam tomar”.

Putin acelera naturalização de ucranianos. "Ilegal", diz Kuleba

Daniela Filipe | há 10 horas

O presidente russo, Vladimir Putin, assinou, esta quarta-feira, um decreto-lei que prevê a simplificação do processo de naturalização dos ucranianos de Kherson e de Zaporizhzhia, territórios ocupados pela Rússia. O ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Dmytro Kuleba, por sua vez, acusou o chefe de estado de violar de forma “flagrante” não só a soberania da Ucrânia, mas também a lei internacional.

Putin visita soldados "heróis" em hospital militar de Moscovo

Daniela Filipe | há 9 horas

Vestido a rigor com uma bata médica, o chefe de estado conversou e cumprimentou os combatentes que, apesar de feridos, se apresentaram com pijamas adornados com o logótipo do exército russo. Veja as imagens.


© Reuters  

Itália anuncia novas apreensões de bens de oligarcas russos

Daniela Filipe | há 11 horas

A polícia italiana anunciou hoje novas apreensões de bens de oligarcas russos no país, no âmbito das sanções da União Europeia (UE) impostas a Moscovo pela invasão à Ucrânia.

As autoridades policiais confirmaram, esta quarta-feira, o confisco de vários imóveis a Galiana Evgenyevna Pumpyanskaya, localizados na província de Lecco (noroeste da Itália) e com um valor estimado em aproximadamente 300 mil euros.

 

Primeiro barco desde a tomada de Mariupol sairá "nos próximos dias"

Daniela Filipe | há 11 horas

Um oficial russo disse, esta quarta-feira, que o primeiro barco desde que a cidade portuária de Mariupol foi tomada pela Rússia sairá “nos próximos dias”, avança a agência TASS.

Segundo o responsável, a embarcação transportará cerca de três mil toneladas de metais até à cidade russa Rostov-on-Don.

Dmytro Kuleba acusa Rússia de tentar "chantagear o mundo"

Daniela Filipe | há 12 horas

O ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Dmytro Kuleba, acusou a Rússia de tentar “chantagear o mundo” ao dizer que está pronta para desbloquear os portos do Mar Negro em troca do levantamento das sanções ocidentais.

O governante recorreu ao Twitter, esta quarta-feira, para manifestar que, no seu entender, “a Rússia agora chantageia o mundo exigindo o levantamento das sanções em troca do desbloqueio das exportações de alimentos da Ucrânia”.

Fim da guerra? Depende da "vontade de diferentes partes", diz Zelensky

Daniela Filipe | há 12 horas

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, defendeu, esta quarta-feira, que o fim da guerra depende tanto da posição unida do Ocidente para ajudar a Ucrânia como da vontade da Rússia de regressar às negociações.

“Sobre quando esta guerra pode terminar, penso que depende de algumas coisas, de coisas concretas”, disse Zelensky, citado por agências ucranianas, durante a sua participação virtual num “pequeno-almoço ucraniano” no Fórum Económico Mundial em Davos.

ONU confirma quase 4 mil civis mortos em três meses de guerra na Ucrânia

Daniela Filipe | há 12 horas

A ONU confirmou, esta quarta-feira, que pelo menos 3.974 civis morreram e 4.654 ficaram feridos em três meses de guerra na Ucrânia, sublinhando que os números reais poderão ser muito superiores.

Das vítimas mortais confirmadas pelo Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), 259 são crianças, e há também 402 crianças entre os feridos, de acordo com as estatísticas diariamente atualizadas.

Governador de Lugansk acusa Rússia de "caçar" civis em Severodonetsk

Daniela Filipe | há 12 horas

O governador de Lugansk, Serhiy Haidai, acusou, esta quarta-feira, as forças russas de “caçar” os civis de Severodonetsk, uma cidade estratégica a noroeste daquela região. Segundo o responsável, a área continua a ser alvo de intensos combates e os “invasores continuam a marchar” sobre a cidade. Veja o vídeo.

Presidente executivo da DTEK insiste que UE pode comprar energia a Kyiv

Daniela Filipe | há 12 horas

O presidente executivo (CEO) da DTEK, maior empresa privada de energia da Ucrânia, disse hoje que não comprará energia à Rússia enquanto estiver no comando e insiste que a União Europeia pode começar a comprar energia à Ucrânia.

Em declarações à agência Associated Press durante o Foro Mundial de Davos, o CEO da DTEK, Maxim Timchenko, disse que o consumo dos serviços da empresa na Ucrânia diminuiu 35% desde que a Rússia invadiu o país em 24 de fevereiro e que “uma parte daquele excesso de eletricidade poderia ser enviada para a Europa”.

Cidade ucraniana de Pokrovsk alvo de ataques de mísseis russos

Daniela Filipe | há 12 horas

A cidade ucraniana de Pokrovsk foi, esta quarta-feira, alvo de ataques com recurso a mísseis, ordenados pelas tropas de Moscovo, noticia a Associated Press. Pelo menos uma zona habitacional da cidade sofreu danos significativos.

Rússia considera plano de paz italiano de paz uma "fantasia"

Marta Amorim | há 13 horas

Aporta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, disse, esta quarta-feira, que o plano de paz italiano, apresentado na semana passada na ONU, é uma “fantasia”.

“Vocês [o Ocidente] não podem dar armas à Ucrânia com uma mão e elaborar planos para uma resolução pacífica da situação com a outra”, disse Maria Zakharova na sua conferência de imprensa semanal.

  

Volodymyr Zelensky mostra-se satisfeito com 'status quo' da China

Marta Amorim | há 14 horas

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, expressou hoje satisfação com a política de ‘status quo’ mantida pela China em relação à invasão russa do seu país.

“Isso é melhor do que ajudar a Rússia. (…) Eu gostaria de acreditar que, pelas costas, a China não adotará uma política diferente. É por isso que estamos satisfeitos com este ‘status quo’. Digo-o com sinceridade”, argumentou Zelensky, durante a participação virtual numa sessão do Fórum Económico Mundial, em Davos.

Charles Michel crê em acordo sobre embargo ao petróleo antes da cimeira

Marta Amorim | há 5 horas

O presidente do Conselho Europeu disse hoje ainda acreditar que os Estados-membros da União Europeia (UE) cheguem a um acordo sobre o embargo ao petróleo russo antes da cimeira da próxima semana, apesar de persistir o bloqueio húngaro.
  

 

Rússia quer garantir direitos de ex-presidente da Moldova

Marta Amorim | há 14 horas

A Rússia quer garantir que os direitos do ex-presidente pró-russo da Moldova Igor Dodon, detido na terça-feira por traição e corrupção, são respeitados, disse hoje um vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Andrei Roudenko.
  

Rússia quer garantir direitos de ex-presidente da Moldova

A Rússia quer garantir que os direitos do ex-presidente pró-russo da Moldova Igor Dodon, detido na terça-feira por traição e corrupção, são respeitados, disse hoje um vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Andrei Roudenko.

Lusa | 13:07 – 25/05/2022

Rússia aprova lei que elimina limite de 40 anos para serviço militar

Marta Amorim | há 14 horas

A Duma aprovou, esta quarta-feira, uma lei que acaba com o limite máximo de idade para o serviço militar da Rússia, avança o The Guardian. O objetivo é que uma pessoa em idade ativa possa assinar um contrato profissional com as Forças Armadas.

Até agora, os limites para a assinatura do primeiro contrato com o Exército russo eram idade mínima de 18 anos e máxima de 40, sendo no caso dos estrangeiros entre os 18 aos 30 anos.

Moscovo só troca prisioneiros após julgamento de soldados de Azovstal

Marta Amorim | há 5 horas

A Rússia só considera uma troca de prisioneiros com a Ucrânia depois de os soldados ucranianos terem sido julgados, afirmou hoje o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Andrei Rudenko.
  

Moscovo só troca prisioneiros após julgamento de soldados de Azovstal

A Rússia só considera uma troca de prisioneiros com a Ucrânia depois de os soldados ucranianos terem sido julgados, afirmou hoje o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Andrei Rudenko.

Lusa | 12:48 – 25/05/2022

Rússia quer negociar corredores de navegação no Mar Negro

Marta Amorim | há 14 horas

A Rússia declarou hoje disposição para negociar um corredor de navegação no Mar Negro para navios com cereais bloqueados nos portos da Ucrânia, no dia em que anunciou que o porto de Mariupol voltou a estar operacional.
  

UE quer criminalizar violação de sanções e reforçar confisco de bens

Marta Amorim | há 16 horas

A Comissão Europeia propôs hoje acrescentar a violação das medidas restritivas da União Europeia (UE) à lista de crimes no espaço comunitário, assim como regras reforçadas para a recuperação e confisco de bens de oligarcas e outros criminosos.
  

"Se a Ucrânia falhar, a Eslováquia será a próxima", diz primeiro-ministro

Marta Amorim | há 16 horas

Oprimeiro-ministro eslovaco emitiu um aviso severo sobre o futuro do seu país, no Fórum Económico de Davos, esta quarta-feira. “Se a Ucrânia falhar, a Eslováquia será a próxima”, disse Eduard Heger a outros líderes.

 “Eles (a Ucrânia) têm de ganhar”, reiterou. 

Heger continuou a criticar os membros da União Europeia por se manterem dependentes da energia russa e exortou os líderes a “deixarem de comprometer” os seus princípios quando lidam com a Rússia.

“Basicamente trocámos os nossos valores por gás e petróleo baratos durante demasiado tempo”, apontou, citado pelo The Guardian. “O compromisso com Putin causou uma guerra na Ucrânia. Uma guerra agressiva, as pessoas estão a morrer”. 

“Se a Ucrânia falhar, a Eslováquia será a próxima”, diz primeiro-ministro

O primeiro-ministro eslovaco emitiu um aviso severo sobre o futuro do seu país, caso a Rússia vença a Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 11:51 – 25/05/2022

António Guterres diz que guerra é uma "tempestade perfeita" para África

Marta Amorim | há 17 horas

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, considerou hoje que a guerra na Ucrânia representa uma “tempestade perfeita” para os países em desenvolvimento, nomeadamente em África, devido aos impactos no significativo aumento dos preços.

António Guterres diz que guerra é uma “tempestade perfeita” para África

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, considerou hoje que a guerra na Ucrânia representa uma “tempestade perfeita” para os países em desenvolvimento, nomeadamente em África, devido aos impactos no significativo aumento dos preços.

Lusa | 11:17 – 25/05/2022

Porto de Mariupol já funciona normalmente, diz a Rússia

Marta Amorim | há 17 horas

O ministério da defesa russo anunciou, esta quarta-feira, que o porto de Mariupol começou a operar normalmente.

Segundo um representante oficial do ministério da defesa russo, Igor Konashenkov, citado pela agência Interfax, a desminagem e a desmilitarização do porto marítimo foram concluídas.

O porto “começou a funcionar no modo diário”, diz Konashenkov.

Presidente da câmara de Kramatorsk pede que residentes que não regressem

Marta Amorim | há 17 horas

Oleksandr Honcharenko, o presidente da câmara da cidade ucraniana oriental de Kramatorsk, exortou os residentes de quarta-feira a não regressarem após os ataques aéreos russos. 

“Uma noite ansiosa em Kramatorsk”, escreveu numa declaração no Facebook. “Um ataque aéreo a zonas residenciais e ao sector privado. Sem vítimas. Amigos, compreendo como é difícil para vocês estar fora da vossa cidade natal. Mas o inimigo está a aproximar-se. O perigo não está algures lá fora, mas aqui – perto! É demasiado cedo para regressar, por muito difícil que seja”.

Kramatorsk sofreu um ataque a uma estação ferroviária no início de abril, matando pelo menos 50 civis, incluindo cinco crianças.

Condições financeiras pioraram na zona euro desde o início da guerra

Marta Amorim | há 18 horas

As condições financeiras pioraram na zona euro desde a invasão da Ucrânia pela Rússia, porque os preços da energia e a inflação subiram em flecha, enquanto o crescimento abrandou, afirmou hoje o Banco Central Europeu (BCE).
  

Condições financeiras pioraram na zona euro desde o início da guerra

As condições financeiras pioraram na zona euro desde a invasão da Ucrânia pela Rússia, porque os preços da energia e a inflação subiram em flecha, enquanto o crescimento abrandou, afirmou hoje o Banco Central Europeu (BCE).

Lusa | 09:59 – 25/05/2022

Moscovo pede fim das sanções como solução da crise agrícola global

Marta Amorim | há 9 horas

O ministro-adjunto dos Negócios Estrangeiros da Rússia exigiu hoje o levantamento das sanções impostas a Moscovo como condição para se evitar a crise alimentar mundial.

“A solução para se resolver o problema alimentar requer uma abordagem coletiva, envolvendo em particular o levantamento das sanções que foram impostas às exportações e transações financeiras russas”, disse o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros Andrei Rudenko, citado por agências de notícias da Rússia.

Zelensky denuncia falta de unidade entre países ocidentais

Marta Amorim | há 18 horas

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, denunciou hoje a falta de unidade entre os países ocidentais quanto à guerra na Ucrânia, mais de três meses após o início da invasão russa.
  

Ucrânia. Zelensky denuncia falta de unidade entre países ocidentais

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, denunciou hoje a falta de unidade entre os países ocidentais quanto à guerra na Ucrânia, mais de três meses após o início da invasão russa.

Lusa | 09:21 – 25/05/2022

Quatro mísseis sobre Zaporizhzhia durante a noite

Marta Amorim | há 18 horas

A Rússia lançou esta noite quatro misseis sobre Zaporizhzhia. O ataque aconteceu por volta das 5h13 da manhã, segundo a Administração Militar daquela região. Um dos mísseis  foi abatido pelas defesas aéreas ucranianas. Não há, para já, informação de vítimas.

Governo britânico aprova venda do Chelsea ao consórcio de Todd Boehly

Marta Amorim | há 9 horas

O Governo britânico aprovou a venda a um consórcio liderado pelo bilionário norte-americano Todd Boehly do clube inglês de futebol Chelsea, ainda detido pelo russo Roman Abramovich, alvo de sanções ligadas à invasão da Ucrânia.
  

Governo britânico aprova venda do Chelsea ao consórcio de Todd Boehly

O Governo britânico aprovou a venda a um consórcio liderado pelo bilionário norte-americano Todd Boehly do clube inglês de futebol Chelsea, ainda detido pelo russo Roman Abramovich, alvo de sanções ligadas à invasão da Ucrânia.

Lusa | 08:03 – 25/05/2022

Zelensky só falará diretamente com Putin e não via intermediários

Marta Amorim | há 20 horas

O Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky falou novamente no Fórum Económico Mundial em Davos, esta manhã. A Reuters noticia que este disse que só estava disposto a falar directamente com Vladimir Putin e não através de intermediários.

Acrescentou que se o presidente russo “compreende a realidade” há a possibilidade de encontrar uma saída diplomática para o conflito.

O Presidente ucraniano disse que Moscovo deveria retirar as suas tropas de volta às linhas em vigor antes de a Rússia iniciar a sua invasão a 24 de fevereiro.

“Isso pode ser um primeiro passo para as conversações”, disse, acrescentando que a Rússia tem estado a jogar durante algum tempo nas suas conversações com a Ucrânia.

Ontem, um aliado próximo de Putin, Dmitry Medvedev, disse que qualquer paz teria de reconhecer que já tinham sido tomadas decisões “finais” sobre o futuro das regiões separatistas de Donetsk e Luhansk, e que qualquer acordo de paz que sugerisse que a Rússia deveria retirar-se da Crimeia seria tratado como uma ameaça de guerra.

Nike não renova acordo na Rússia

Marta Amorim | há 21 horas

A Nike terá decidido não renovar um acordo de franchising com a Inventive Retail Group, uma empresa que opera 37 lojas de retalho da marca Nike na Rússia, avança o The Guardian. 

A empresa encerrou temporariamente todas as suas próprias lojas na Rússia em março, e suspendeu as vendas online no país.

Ex-chanceler alemão renuncia a cargo no conselho de supervisão da Gazprom

Marta Amorim | há 21 horas

O ex-chanceler alemão Gerhard Schröder, próximo do Presidente russo, Vladimir Putin, e sob fogo desde a invasão da Ucrânia, anunciou na terça-feira que não se juntaria ao conselho de supervisão da empresa de gás russa Gazprom.
  

Canadá vai enviar 20.000 munições para artilharia pesada à Ucrânia

Marta Amorim | há 21 horas

O Canadá vai doar à Ucrânia 20.000 munições para artilharia pesada, aumentando a ajuda militar para que as forças ucranianas possam continuar a combater a invasão russa, divulgou esta terça-feira a ministra da Defesa canadiana.
 
A munição de calibre 155, padrão para os países da NATO, pode ser usada por equipamentos de artilharia pesada enviadas à Ucrânia pelos Estados Unidos e Canadá desde o início da invasão russa, há três meses.

Zelensky diz que Rússia está a usar todos os meios na batalha no Donbass

Marta Amorim | há 9 horas

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse que a Rússia está a utilizar tudo à sua disposição na batalha por Liman, Popasna, Sievierodonetsk e Slaviansk, na região leste do Donbass.
  
“A situação no Donbass é muito difícil agora”, disse o chefe de Estado ucraniano, no seu discurso noturno à nação.

“Praticamente todo o poder do Exército russo, o quer que tenha sobrado, está a ser lançado na ofensiva. Liman, Popasna, Sievierodonetsk, Slaviansk — os ocupantes querem destruir tudo lá”, observou.

Zelensky diz que Rússia está a usar todos os meios na batalha no Donbass

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse que a Rússia está a utilizar tudo à sua disposição na batalha por Liman, Popasna, Sievierodonetsk e Slaviansk, na região leste do Donbass.

Lusa | 06:13 – 25/05/2022

Nova lei permitirá ao Kremlin nomear líderes de empresas estrangeiras

Marta Amorim | há 21 horas

O parlamento russo aprovou na terça-feira, de forma preliminar, um projeto de lei que permitirá ao governo nomear uma nova administração para empresas estrangeiras que se retiraram da Rússia após a invasão da Ucrânia.
  

Governador de Lugansk diz que a região "é agora como Mariupol"

Marta Amorim | há 9 horas

O governador de Lugansk, Serhiy Haidai, disse que a situação “está à beira de ser crítica” e que a região do leste da Ucrânia “é agora como Mariupol”, cidade deixada em ruínas por ataques russos.
  

Governador de Lugansk diz que a região “é agora como Mariupol”

O governador de Lugansk, Serhiy Haidai, disse que a situação “está à beira de ser crítica” e que a região do leste da Ucrânia “é agora como Mariupol”, cidade deixada em ruínas por ataques russos.

Lusa | 06:02 – 25/05/2022

Para recordar

Marta Amorim | há 20 horas

Recorde os principais destaques de ontem:

Bom dia!

Marta Amorim | há 21 horas

Iniciamos esta manhã uma nova cobertura AO MINUTO sobre a invasão russa na Ucrânia. Pode recordar todas as notícias de segunda-feira aqui.

AO MINUTO: Hungria declara emergência; Já morreram 256 crianças na guerra

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:48 – 24/05/2022

Funchal desde 25€ ida

Cultura Viagens 23/05/22

Inclui o transporte gratuito de um item pessoal e bagagem de cabine.

patrocinado por Betclic

Os jogos (e as apostas) que prometem aquecer o fim de semana

Recomendados para si

window._taboola = window._taboola || [];
_taboola.push({
mode: ‘thumbnails-a’,
container: ‘taboola-below-article-thumbnails’,
placement: ‘Below Article Thumbnails’,
target_type: ‘mix’
});

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Fonte: NOTICIASAOMINUTO.COM