Quatro conselhos para evitar infeção altamente contagiosa

Quatro conselhos para evitar infeção altamente contagiosa

O herpes zoster, ou zona, é uma infeção causada pela reativação do vírus varicella zoster, o mesmo que desencadeia a varicela. Apesar de toda a população estar sujeita ao desenvolvimento desta doença, estima-se que mais de 90% das pessoas com idade superior a 50 anos tenham este vírus latente no seu sistema neurológico.

Em comunicado, a multinacional biofarmacêutica GSK explica que “o vírus pode ser reativado em cerca de 30% dos adultos que já estiveram infetados com varicela em algum momento da sua vida”, ocorrendo geralmente com o avançar da idade ou em casos de doentes imunossuprimidos, devido ao enfraquecimento do sistema imunitário. Normalmente, a zona manifesta-se por “lesões cutâneas muito dolorosas e pruriginosas, que se desenvolvem num dos lados do corpo, principalmente na região do tórax e da barriga”. Podem, também, ser afetadas outras partes do corpo, como olhos e rosto. E “mesmo depois da erupção cutânea estar resolvida, os doentes podem ternevralgia pós-herpética, uma das principais e mais graves complicações associadas à zona”.

Leia Também: O que é e como prevenir vírus que paralisou o cantor Justin Bieber

Atualmente, não existe um tratamento capaz de erradicar este vírus. Contudo, existem formas de prevenção. Ei-las:

1- Evitar a exposição ao sol

Segundo dados de estudos de Taiwan e Austrália, o alto índice de raios ultravioleta (UV) está correlacionado com a incidência de zona ao longo do tempo e com um maior risco da doença nos homens. A reação cutânea associada a uma exposição solar prolongada, sobretudo sem proteção, pode despoletar ou intensificar as erupções na pele, uma vez que os raios UV a ressecam, tornando-a mais vulnerável e suprimindo a resposta imunitária.

2- Controle o stress

Pode deixar o nosso sistema imunitário fragilizado, o que dificulta a ação das células de defesa do nosso organismo (linfócitos) no combate a vírus e bactérias. É recomendado aliviar o stress através de atividades relaxantes ou de lazer, como praticar exercício físico, meditação ou aproveitar para passar momentos com a sua família e amigos.

3- Durma bem

Dormir pouco ou ter um sono com pouca qualidade é um dos fatores que contribui para o surgimento de zona. O ideal é dormir, pelo menos, oito horas diárias para repor as energias gastas ao longo do dia e evitar que os níveis de imunidade baixem.

4- Manter uma alimentação rica em frutas e vegetais

É importante evitar alimentos ricos em açúcar, pois aumentam os radicais livres e são responsáveis pela inflamação do organismo, gerando um stress oxidativo que pode favorecer o aparecimento de doenças autoimunes e degenerativas.

Além dos cuidados recomendados, é importante estar atento a sintomas como:

Leia Também: Risco de herpes-zóster aumenta 15% após Covid, revela estudo

Ponte Aérea Lisboa-Funchal

Lifestyle Viagens 17/02/22

Marque já a sua próxima viagem para o Funchal desde 25€ (ida).

patrocinado por Wook

Manuais escolares? É mesmo disto que precisa: A WOOK cuida de tudo!

Lifestyle hôma 21/07/22

Fazer um bar em casa é mais fácil do que parece. Brindemos a esta ideia!

Recomendados para si

window._taboola = window._taboola || [];
_taboola.push({
mode: ‘thumbnails-a’,
container: ‘taboola-below-article-thumbnails’,
placement: ‘Below Article Thumbnails’,
target_type: ‘mix’
});

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Fonte: NOTICIASAOMINUTO.COM