Pelo menos doze jornalistas morreram desde início do conflito em Gaza

Pelo menos doze jornalistas morreram desde início do conflito em Gaza

Entre os mortos estão dez jornalistas palestinianos, um jornalista israelita e outro desaparecido, além de um morto em ataques no sul do Líbano.

A contagem inclui os mortos até 14 de outubro, nos primeiros oito dias do conflito, explica o CJP, que alerta para “os perigos particularmente elevados” que afetam os jornalistas na Faixa de Gaza “dado o risco de um ataque por terra das forças israelitas”.

O CPJ também alerta sobre os “bombardeios devastadores da aviação israelita, a impossibilidade de comunicação e os contínuos cortes de energia”.

“São civis que realizam um trabalho importante em tempos de crise e não devem ser atacados pelas partes em conflito”, disse o coordenador do CPJ para o Médio Oriente e Norte de África, Sherif Mansour, pedindo que ambas as partes tomem medidas para garantir a sua segurança.

O grupo islamita Hamas lançou no dia 07 um ataque surpresa contra Israel com o lançamento de milhares de foguetes e a incursão de milicianos armados por terra, mar e ar.

Em resposta, Israel bombardeou a partir do ar várias infraestruturas do Hamas na Faixa de Gaza e impôs um cerco total ao território com corte de abastecimento de água, combustível e eletricidade.

Os ataques já provocaram milhares de mortos e feridos nos dois territórios.

Leia Também: Israel. “Não está claro” quem disparou sobre jornalistas no sul do Líbano

PUB

Seguro de vida: Não está seguro da sua decisão? Transfira o seu seguro de vida e baixe a prestação

Cultura Viagens 10/10/23

Paris é sempre uma boa ideia. Reserve já desde 73€ ida.

patrocinado por Betclic

Os jogos (e as apostas) que prometem aquecer a semana e o fim de semana

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Recomendados para si

Fonte: NOTICIASAOMINUTO.COM