Pai diz que Henry morreu de forma violenta e nunca acreditou na versão da ex-mulher: 'Como falar em acidente?'

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

O caso de morte do menino Henry Borel segue com investigações avançadas. Nos últimos dias, a Polícia Civil tem colhido importantes depoimentos para elucidar a ocorrência que comoveu o país e intriga até mesmo os investigadores, que trabalham com a linha de acidente doméstico ou ação criminosa.

Neste domingo (28), o programa “Domingo Espetacular”, da Record TV, trouxe novos desdobramentos das investigações e exibiu uma entrevista exclusiva com o pai de Henry, o engenheiro Leniel Borel de Almeida.

Segundo ele, em nenhum momento a versão apresentada pela ex-esposa, Monique Medeiros, e pelo atual companheiro dela, o vereador Dr. Jairinho (Solidariedade), classificando o caso como acidente doméstico, o convenceu.  “Como falar em acidente em uma cama? Algo tão agressivo”, disparou Leniel.

var vitag = vitag || {};
vitag.outStreamConfig = {
distanceBottom: 65, // 0- 120 px,
}
vitag.videoDiscoverConfig = { random: true, noFixedVideo: true }; (vitag.Init = window.vitag.Init || []).push(function () { viAPItag.initInstreamBanner(“vi_937432432”) });
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Lesões

No laudo da perícia no corpo de Henry, os peritos constataram vários hematomas no abdômen e nos membros superiores; além de infiltração hemorrágica na região do crânio, grande quantidade de sangue no abdômen e lesão no rim.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Na entrevista, Leniel comparou o resultado do laudo com uma queda de um prédio de três andares ou capotamento de carro tendo em vista a gravidade dos ferimentos encontrados no corpo de seu filho. Na versão apresentada por Monique Medeiros, o menino teria caído da cama antes de morrer. 

Vivenciando um momento doloroso, Leniel questionou o que fizeram com o seu filho, e diz estar sendo difícil conviver com o sentimento de perda.  “Eu não consigo dormir, acordo chorando, durmo chorando. Está sendo muito difícil”, desabafou Leniel.

A Polícia Civil intimou a psicóloga que vinha atendendo Henry após a separação dos pais para depor. A oitiva da profissional é cerca de expectativa, e pode contribuir para que o caso seja desvendado.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.COM.BR