Menino de 13 anos que pintava quadros para pagar tratamento médico morre vítima da Covid-19: 'muita tristeza'

Bastante conhecido no município de Guanambi, no sudoeste da Bahia, o adolescente Daniel Neves, de 13 anos, que pintava quadros para pagar um tratamento médico que realizava desde os oito meses de vida, foi mais uma vítima fatal da Covid-19 na cidade. 

Diagnosticado com rins policísticos e fibrose hepática, o garoto acabou não resistindo às complicações oriundas da Covid-19 e teve morte confirmada nesta quarta-feira (19), por meio de nota escrita por familiares em sua rede social. 

De acordo com a publicação, o menino morreu na tarde da última terça-feira (18), após ficar 13 dias internado. 

“É com muita tristeza e aperto no peito que informamos que nosso pequeno guerreiro faleceu ontem por volta das 15:30. Sua saúde já estava mto frágil por conta dos problemas de saúde. Ele lutou bravamente até o fim!”, diz um trecho do comunicado publicado no Instagram de Daniel. 

Tratamento 

Para tratar a doença diagnosticada desde quando era bebê, Daniel deixou a cidade de Guanambi e se mudou para Salvador. No final de 2017, o garoto teve a história contada para todo o Brasil. Em dezembro, ele realizou uma exposição na capital baiana, com obras que ele mesmo pintava, com o intuito de angariar fundos para cobrir gastos de uma cirurgia de transplante de rins. 

A paixão de Daniel por pintura se deu quando ele estava internado, e ganhou uma tela de pintura de uma prima. Além dos quadros, uma campanha de arrecadação virtual foi realizada para ajudar o menino. 

Um livro relatando toda a história de Daniel na luta contra a doença estava em fase de pré-venda, e teria todo o dinheiro revertido para custear o tratamento dele. 

Continue Lendo Comunicar Erro

Fonte: I7NEWS.COM.BR