Grávida de 26 anos fica em estado vegetativo após contrair Covid-19; família faz apelo comovente

A jovem Thaynara Ferreira, 26 anos, mora com a mãe em Taguatinga Sul e viu uma gravidez tranquila se transformar em um pesadelo após contrair Covid-19. Conforme o site Metrópoles noticiou, a jovem estava de 40 semanas de gestação quando começou a sentir os primeiros sintomas da doença. Submetida a um parto de emergência, Thaynara ficou com sequelas permanentes devido às complicações da Covid-19.

No último dia 4 de abril a jovem passou mal em casa e foi levada ao hospital pela mãe, Maria da Guia Lopes. No local, a equipe médica constatou que Thaynara estava com cerca de 30% dos pulmões comprometidos após a realização de exames. A partir daí começava o drama da jovem vista pela família como alegre e carismática.

Após o parto de emergência, Thaynara deu à luz ao pequeno Alexandre. O bebê recebeu alta hospitalar três dias após o nascimento. Antes de apresentar maiores complicações, a jovem chegou a conhecer o filho e publicou nas redes sociais sobre a alegria em se tornar mãe. 

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Porém, após alguns dias, o quadro da jovem se agravou e seu pulmão foi 50% comprometido pelo vírus, progredindo para 90% de piora em poucos dias. No último dia 9 de abril, Thaynara foi intubada pela equipe médica, que chegou a alertar a família que o pior poderia acontecer devido à gravidade do quadro clínico.

A jovem foi submetida à traqueostomia e drenagem dos pulmões, porém, teve sequelas irreversíveis após duas paradas cardíacas, trombose e embolia. Após as complicações, Thaynara não consegue mais andar, falar ou se alimentar sozinha. A família da jovem fez um apelo comovente e criou uma “vaquinha” on-line para que um quarto equipado fosse construído para Thaynara. Apesar dos médicos considerarem o quadro irreversível, a mãe da jovem diz acreditar que a filha possa sair desta situação.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://assets.revcontent.com/master/delivery.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR