Mãe se depara com blusa da filha desaparecida há 4 meses no quintal de casa: 'Suja de terra'

Saphira Ferreira Lima, de 10 anos, desapareceu há quatro meses. A última vez que a menina foi vista foi no dia 30 de maio. Ela estava na frente da casa onde mora com a família em Palmas, capital do Tocatins. Na terça-feira (28), algo surpreendeu aconteceu.

De acordo com a mãe de Saphira, Susana Ferreira, uma blusa da menina foi encontrada estendida no quintal de casa. A mãe chamou a polícia. A peça foi apreendida e passará por perícia. “Estava suja de terra e pendurada ali nos fundos. Eu chamei a polícia e levaram a blusa para fazer a perícia”, disse Susana. A análise no material será importante para as investigações.

A aparição da blusa intriga e a mãe mantém a esperança de que a menina está viva. Susana afirmou que acredita que a filha esteja por perto. A Polinter investiga o caso e busca pistas para saber o paradeiro da menina. Na terça, homens do Corpo de Bombeiros vasculharam a área para ver se encontrava a garota.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Blusa de garota desaparecida aprece no quintal de casa

Susana Ferreira afirmou que a blusa que apareceu é a mesma que a menina usava no dia que desapareceu. Como essa blusa foi parar no quintal? Ninguém sabe. Enquanto o paradeiro de Saphira é desconhecido, a família inteira está ansiosa e desesperada por notícias.

A mãe contou a TV Anhanguera, afiliada da Globo em Tocantins, que está tomando remédio para dormir e que chora todos os dias. Na quinta, quando completou quatro meses do desaparecimento, Susana afirmou que chorou muito. A mulher pede a Deus que a filha volte. As investigações continuam.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://assets.revcontent.com/master/delivery.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR