Cigarro eletrônico explode na boca de músico e câmera de segurança capta o momento exato

Na última quarta-feira (02/03), aconteceu uma situação muito perigosa com o músico Lélio Guedes, de 45 anos. O cantor comprou um cigarro eletrônico – movido a bateria e que transmite a mesma experiência de um cigarro comum – para conhecer o produto que se popularizou no país nos últimos meses. No entanto, ao colocar o cigarro na boca, o aparelho explodiu. 

A câmera de segurança da casa do cantor gravou o exato momento do ocorrido. O caso acabou repercutindo na cidade de Ceilândia, no Distrito Federal, onde Lélio mora. Após o susto, o cantor admitiu que não é fumante, mas que ficou com vontade de experimentar o famoso cigarro eletrônico, conhecido como vaper.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Lélio relatou que comprou o produto e quando chegou em casa colocou o cigarro em cima de um aparelho de som. Contudo, ele revelou que não percebeu que a tampa tinha queimado. Quando foi utilizar o aparelho, bastou um trago e o cigarro acabou explodindo. “Eu imediatamente joguei ele para longe de mim, tive muita sorte, estava longe do meu rosto”, disse o músico.

Ele ainda disse que o cigarro explodiu do lado contrário, se não teria atingido o seu rosto ou até sua garganta. Lélio ainda levantou a possibilidade de ter explodido durante a madrugada, o que poderia ter causado um incêndio em sua casa. Disse também que não tinha reparado quando pegou o cigarro em cima da caixa de som, mas que o produto chegou a danificar a parte externa do aparelho de som.

Apesar do perigo que correu, felizmente, ele não se machucou e não teve nenhum ferimento. Entretanto, Lélio afirmou que pretende entrar com uma ação contra a marca do produto, pois o desfecho poderia ter sido diferente e muito trágico. Ele ainda disse que não tinha divulgado o fato antes porque seu advogado estava tentando entrar em contato com o fabricante.

“Quantas pessoas podem ter uma bomba-relógio dentro de casa a ponto de explodir? É por isso que estou divulgando”, alertou o cantor.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR