Vídeo: ciclone chega ao Brasil, provoca estragos e deixa uma vítima fatal

Cidades do Rio Grande do Sul, principalmente as do leste do estado, viveram um dia conturbado, pois meteorologistas previam a chegada do ciclone subtropical Yakecan nesta terça-feira, 17. Devido a esse fenômeno, vários municípios tiveram que suspender as aulas entre terça e quarta-feira, 18, por precaução.

Em Porto Alegre, um pequeno barco que transportava três pescadores afundou no Lago Guaíba na noite de segunda-feira, matando uma pessoa. Os bombeiros encontraram o corpo da vítima, identificada como Ademar Silveira da Silva, de 51 anos, na zona sul da capital na manhã desta terça-feira. Os outros dois tripulantes conseguiram se salvar.

A tempestade deve ter ventos superiores a 100 km/h, uma vez que começa a enfraquecer na noite de quarta-feira 18, de acordo com o InMet (Instituto Nacional de Meteorologia). O fenômeno está listado como alerta vermelho, o mais grave no sistema de alerta antecipado da agência.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

No estado de Santa Catarina, a Defesa Civil emitiu alertas nesta terça-feira (17). Devido ao risco de queda de árvores e postes, as pessoas devem procurar abrigo contra o vento, ficar longe de janelas, vidros e evitar deslocamentos nesse período. Prevê-se que o mar fique agitado em todo o litoral, da grande Florianópolis ao sul do estado, com potencial de inundação e formação de ondas com até 5 metros de altura. Atividades esportivas e passeios de barco não são recomendados.

Em Porto Alegre, houve registros de seis quedas de árvores em algumas ruas e avenidas, incluindo alguns engarrafamentos causados ​​por acidentes provocados pelo vento.

Na cidade de Rio Grande, os ventos chegaram a 95 km/h nas praias da Barra e Cassino. Toda a costa litorânea do estado está em alerta, a Marinha do Brasil aconselha as embarcações a não navegarem devido ao mau tempo e ondas altas.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR