Após demissão do SBT, ator denuncia racismo velado nas novelas

Nando Cunha fez um desabafo durante uma live ao ser perguntado sobre as escalações de personagens na dramaturgia nas emissoras de televisão.

Divulgação Nando Cunha

“Quando a gente é chamado para fazer um papel em uma novela é para interpretar um negro. ‘Ah! você vai viver um médico’, você vai viver um médico negro. Interpretar um engenheiro? Você vai interpretar um engenheiro negro com todos os estereótipos deles e isso não muda. Só vai mudar quando um negro escrever para nós, quando um roteirista escrever para os negros “, observou Nando.

O ator, que após a demissão da novela ‘As Aventuras de Poliana’, no SBT, criticou a emissora pelo tratamento que, segundo ele, era estereotipado para os artistas negros, voltou a falar para o jornalista Wellington Andrade sobre a questão.

“Um branco quando é chamado para fazer um personagem, ele vai fazer um ser humano e nós quando somos chamados é para fazer um negro. Essa é a verdade. Nós nunca somos chamados para fazer um ser humano porque no imaginário da sociedade nós não somos. Eu posso ter títulos como mestrado, doutorado, pós-doutorado que eu vou ser sempre o homem negro e a mulher negra. Esses estereótipos precisam ser extirpados da sociedade”.

Fonte: GENTE.IG.COM.BR