JAC T60 agrada pela relação entre custo e benefício. Mas vale a pena? – O Documento

JAC T60 Guilherme Menezes/iG

JAC T60 tem linhas arrojadas e bom espaço, mas a suspensão prioriza o conforto em detrimento da estabilidade nas curvas

Por R$ 108.990, ou pouco menos do que se paga por um Ford EcoSport topo de linha, você tem a opção de levar para casa um SUV de porte médio, similar ao de um Jeep Compass, cuja versão de entrada parte de R$ 121.990 — mas que, na data desta publicação, está em desconto por R$ 113.990.

LEIA MAIS: Jeep Compass Limited 2020: poucas mudanças, à espera da renovação em 2021

Estamos falando do JAC T60, SUV que chega com as últimas tecnologias do segmento com a intenção de mostrar que pode oferecer mais por menos. Mas como só acreditamos vendo, testamos o modelo para tirar as nossas próprias conclusões sobre se realmente é o que se propõe a ser.

Cada vez mais focada no novo universo dos carros elétricos, a marca representada pelo grupo SHC também mantém a sua linha a combustão, que é o caso do JAC T60. Ele traz o motor 1.5 turbo, com injeção direta de gasolina, que rende 168 cv e razoáveis 21,4 kgfm a 2.000 rpm. São números para acelerar de 0 a 100 km/h e, 9,6 segundos e atingir 195 km/h, conforme a fabricante, bem como um consumo de 9,6 km/l na cidade e 11,2 km/l na estrada, segundo Inmetro. Vale lembrar que só funciona com gasolina.

JAC T60. Foto: Guilherme Menezes/iG JAC T60. Foto: Guilherme Menezes/iG JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação JAC T60. Foto: Divulgação

Na lista de itens de série, o JAC T60 conta com controles eletrônicos e estabilidade e tração, monitoramento da pressão dos pneus, botão de partida, multimídia com tela de 10,25 polegadas, freio de estacionamento elétrico, câmera de 360° e painel de instrumentos digital com tela TFT entre outros equipamentos. Como opcional, a fabricante oferece para o SUV médio o pacote com teto solar elétrico e bancos revestidos de couro por R$ 5 mil extras, o que leva o preço para R$ 104.990.

O volante do JAC T60

JAC T60 Divulgação

JAC T60 vem bem equipado, o que inclui cluster digital, volante multifuncional e monitoramento da pressão dos pneus

De fato, o seu visual é bastante harmônico, no interior e no exterior. Suas linhas são modernas e dão sensação de velocidade. Além disso, a forma como o console é desenhado, acaba envolvendo o condutor em sua posição ao volante. Os bancos são macios e contam com abas que mantêm bem a postura. Um ponto desfavorável é a falta de regulagem de profundidade do volante. A distância dos braços à direção costuma ficar maior do que as pernas aos pedais.

A central de infotenimento não é uma das mais intuitivas à primeira vista, mas não é difícil de manuseá-la. É possível alterar as configurações de multimídia, do ar condicionado e até as definições do próprio carro através dela. Seja pela tela sensível ao toque de 10,25 polegadas, ou pela espécie de teclado que se situa logo abaixo. Um dos seus maiores pecados de tecnologia é a qualidade das imagens 360° e da câmera de ré, mas ainda assim, ajudam nas noções de espaço.

LEIA MAIS: Jeep Compass x Kia Sportage: acompanhe essa briga boa de titãs

Mais do que a central, o cluster oferece manuseio intuitivo. Nele, é possível acessar diversas informações de viagem de forma que melhor convenha ao condutor. Além disso, sua interface é moderna e confere atributos esportivos durante a condução. Vale observar que a rapidez com que o registro da velocidade aumenta e reduz, no marcador digital do velocímetro, chega a ser superior ante muitos processadores similares de outros modelos.

JAC Divulgação

Sistema multimídia do JAC T60 poderia ser mais intuitiva e com tela de melhor resolução

A qualidade dos acabamentos também é digna de méritos. Há detalhes que imitam de alumínio e superfícies   black piano , mas, o principal, é o couro sintético forrando as portas dianteiras e até traseiras, algo cada vez mais difícil de encontrar por aí. Para quem vai atrás, a comodidade também está presente nas duas saídas de USB para recarregar celulares.

Em movimento, vemos que a marca evoluiu em alguns aspectos, mas segue devendo focar na evolução de outros. Seu motor tem boa agilidade, mas a resposta não é tão rápida e constante entre uma pisada no acelerador e outra. Apesar disso, roda bem macio. O isolamento acústico é um dos seus pontos mais fortes,mas conforme o nível de rotação vai aumentando, chega a subir mais do que o ideal.

Os freios também são bem precisos e têm a calibragem ideal do hidrovácuo, mas por conta do seu acerto de suspensão que prioriza o conforto, mas que permite incômoda inclinação da carroceria nas curvas e desacelerações mais rápidas.

Ainda quanto a esse aspecto, em mudanças de direção mais ousadas, e até mesmo em velocidades de cruzeiro acima dos 100 km/h, não sentimos tanta firmeza na suspensão de modo que pudesse explorar a quantidade ideal de aderência que poderia ter. Mesmo que o ideal fosse rever o acerto, o contraponto vem no movimento da direção, que é bem direto e permite apontar o carro nas curvas com facilidade.

Conclusão

O JAC T60 é um SUV médio por preço de compacto. Trata-se de uma boa opção para quem visa mais espaço e conectividade, mas é bom saber que leva-se para casa alguns detalhes que poderiam melhorar. Em termos gerais, trata-se de um carro mediano, com alguns detalhes que se sobressaem, mas ainda falta uma atenção especial no refinamento da parte mecânica e na intuitividade da central multimídia.

LEIA MAIS: Por que o Compass é o carro mais desejado do Brasil

Entretanto, o custo-benefício ainda é, de fato, um ponto forte dentro de sua proposta, tendo em vista a “cesta” de equipamentos que oferece e o preço cobrado, principalmente quando comparado a rivais de mesmo porte.

Ficha Técnica – JAC T60 1.5 Turbo

Preço: a partir de R$ 108.990

Motor: 1.5, quatro cilindros, gasolina, turbo

Potência: 168 cv a 6.500 rpm

Torque: 21,4 kgfm a 2.000rpm

Transmissão: Automático, CVT , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus: 215/50 R17

Dimensões: 4,41 m (comprimento) / 1,80 m (largura) / 1,66 m (altura), 2,62 m (entre-eixos)

Tanque: 50 litros

Porta-malas: 450 litros

Consumo gasolina: 11,2 km/l (cidade) / 9,6 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 9,6 segundos

Velocidade máxima: 195 km/h

Fonte: odocumento.com.br/jac-t60-agrada-pela-relacao-entre-custo-e-beneficio-mas-vale-a-pena