Candidato no Corinthians quer roda gigante e ingressos para pessoas carentes

Instagram Augusto Melo

Com o discurso de ser o “único candidato de oposição à presidência do Corinthians”, Augusto Melo, da chapa “Corinthians Mais Forte”, concedeu uma coletiva de imprensa digital, na manhã da ultima sexta-feira, durante a qual apresentou seu plano de mandato.

Na ocasião, apontou ter propostas que têm como objetivos principais “aumentar a receita e manter o clube como uma das maiores potências do futebol mundial”.

Foto: Divulgação Foto: Divulgação Foto: Divulgação Foto: Divulgação Foto: Divulgação Foto: Divulgação Foto: Divulgação Foto: Divulgação Foto: Divulgação

“O Corinthians precisa de uma estrutura diferente para que saia da situação em que se encontra. Fui pessoalmente buscar profissionais especializados e qualificados para cada uma das áreas que merecem atenção. Nosso projeto é robusto, mas também completamente sustentável, possível de ser aplicado. Queremos trabalhar o Corinthians como um todo, nossa marca é muito forte!”, destacou Augusto.

Dentre as principais propostas de campanha, algumas chamam a atenção, como disponibilizar cota de ingressos para pessoas carentes a cada jogo; e construir um shopping no Parque São Jorge aberto ao público, e, nele, reproduzir o brasão alvinegro no formato de uma roda gigante (o maior emblema de um clube), além de construir um hotel para receber não só associado.

Ele também defende reestruturar o projeto fiel torcedor; congelar o preço do ingresso, durante 1 ano, nas partidas realizadas na Arena; valorizar a presença feminina e dar direito ao voto às sócias do clube; além de criar uma operadora de celular, TV e rede social próprias do clube.

Na oportunidade, o candidato estave ao lado do publicitário Sérgio Moura, responsável pela campanha da chapa, e os advogados Otto Gübel e Luis Castelo, que integram a equipe jurídica e que planejam ações para recuperar a credibilidade do clube, como a criação do compliance, um programa que acompanha todas as contratações a serem realizadas pela instituição com o intuito de evitar possíveis fraudes e desvios.

“Um programa como esse é muito importante para o futebol. Implementá-lo será um marco e, com certeza, seremos exemplo para todos os clubes do país. A anti-corrupção é somente uma das vertentes do compliance, mas dentro dele também tratamos questões éticas e morais. É adequar, hoje, toda a atuação do Sport Clube Corinthians Paulista à legislação”, explicou o advogado Luis Castelo.

A equipe jurídica ainda pretende trabalhar no escaneamento de todos os débitos atuais em um processo de análise e reestruturação de dívidas. “O Corinthians está quase no que chamamos de espiral da morte, que é quando se gasta mais do que se tem. Uma gestão séria e profissional vai precisar tomar conta disso”, acrescentou dr. Gübel.

Vale lembrar que os sócios corintianos vão definir o sucessor de Andrés Sanchez para o próximo triênio no próximo dia 28 de novembro. Além de Augusto Melo, Duílio Monteiro Alves, Paulo Garcia, Mário Gobbi e Ricardo Maritan vão concorrer ao pleito.

Fonte: esporte.ig.com.br/futebol/2020-10-10/candidato-no-corinthians-quer-roda-gigante-e-ingressos-para-pessoas-carentes.html