Cássio salva ao defender pênalti e garante vitória do Corinthians

Fábio Lázaro Cássio defende pênalti no fim do jogo e garante vitória do Corinthians sobre o Mirassol

No primeiro jogo fora de São Paulo na história do Campeonato Paulista, o Corinthians venceu o Mirassol por 1 a 0, pela quinta rodada da competição. O gol da vitória foi marcado por Gustavo Mosquito, aos 21 minutos do primeiro tempo, no primeiro jogo do atacante desde o seu retorno de um trauma no joelho.

Já nos acréscimos do jogo, o goleiro Cássio defendeu um pênalti cobrado por Fabrício, garantindo o triunfo corintiano.

O jogo aconteceria no último fim de semana, mas o avanço dos casos de Covid-19 em São Paulo fez com que o Governo Estadual proibisse a realização dos jogos na Unidade de Federação, e foi levado para a cidade fluminense nesta terça-feira (23).

Com os três pontos conquistados, o Timão manteve a invencibilidade no Paulista, com três vitórias e dois empates, e terminou a sequência de jogos sem perder do Leão.

Você viu?

MIRASSOL DOMINA INÍCIO DO JOGO

Os primeiros 15 minutos de jogo em Volta Redonda foram de total domínio do Mirassol, que chegou a ter 60% da posse de bola e criou quatro grandes chances de perigo ao goleiro Cássio, dois deles nos primeiros cinco minutos, com o atacante Pedro Lucas aproveitando um buraco no lado direito defensivo corintiano e desperdiçando as oportunidades criadas: a primeira chutando para fora e a segunda parando no goleiro do Timão.

QUEM NÃO FAZ TOMA

E como diria um dos mais antigos ditados do futebol brasileiro, o Leão de Alta Araraquarense que não foi às redes no início da partida, viu o seu adversário abrir o placar. Aos 21 minutos do primeiro tempo, o Corinthians que tinha dificuldade para trocar passes iniciou o lance com um bom lançamento longo do volante Gabriel ao lateral-direito Fagner, que cruzou rasteiro para a entrada da grande área. Gustavo Mosquito, que voltou a jogar depois de quatro partidas afastado, se recuperando de um trauma no joelho, chegou batendo de primeiro e marcou.

CORINTHIANS CONTROLA SEGUNDO TEMPO

Após o gol corintiano, a partida teve o seu ritmo diminuído. O Mirassol tinha mais a bola, mas o Timão sabia assumir o controle defensivo.

Na etapa final, o Leão caiu muito de rendimento, enquanto o Corinthians aproveitou para ter a bola em seu campo de ataque. Aos oito minutos do segundo tempo, inclusive, o meia Ramiro quase ampliou o marcador, que encheu o pé na entrada da área e acertou a trave do goleiro Alex Muralha.

Cássio defende pênalti no fim do jogo e garante vitória do Corinthians sobre o Mirassol

CÁSSIO HERÓI

O goleiro corintiano já havia feito boas intervenções durante a partida. No primeiro tempo, o camisa 12 já havia feito uma grande defesa após crescer cara a cara com o atacante Pedro Lucas. Mas o grande ato do atleta foi nos acréscimos da partida, após o lateral-esquerdo Fábio Santos abrir o braço e tocar com o braço dentro da área e o árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araújo marcou pênalti.

Na cobrança, Fabrício bateu a meia altura, no canto esquerdo, e Cássio fez a boa defesa, garantindo a vitória mínima ao Timão, que manteve a invencibilidade no Paulistão.

FICHA TÉCNICA
MIRASSOL 0 X 1 CORINTHIANS – 5ª RODADA DO CAMPEONATO PAULISTA

Estádio: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)
Data e hora: 23 de março de 2021, às 21h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
​Auxiliares: Daniel Luiz Marques (SP) e Luiz Alberto Andrini (SP)
Árbitro de vídeo: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Cartões amarelos: Neto Moura (Mirassol); Jemerson e Cauê (Corinthians)
Cartões vermelhos:

GOL: 0-1 Gustavo Mosquito (21’/1T)

MIRASSOL: Alex Muralha; Daniel Borges, Danilo Boza, Raniê (Carlão, 37’/2T) e Moraes; Oyama; Diego Gonçalves (Lucas Silva, intervalo), Cássio Gabriel (27’/2T), Neto Moura (Rodolfo, 15’/2T) e Farício; Pedro Lucas (Ernandes, 18’/2T). Técnico: Eduardo Baptista

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Bruno Méndez, 31’/2T), Jemerson, Gil e Fábio Santos; Gabriel e Ramiro (Camacho, 31’/2T); Rodrigo Varanda (Cazares, 30’/2T), Otero e Gustavo Mosquito (Léo Natel, 18’/2T); Jô (Cauê, 18’/2T). Técnico: Vagner Mancini.

Fonte: ESPORTE.IG.COM.BR