Com um jogador a menos, Flamengo arranca empate com LDU e avança na Libertadores

Pedro comemora após marcar contra a LDU Alexandre Vidal / Flamengo Pedro comemora após marcar contra a LDU

Com muitas emoção e um a menos desde os 14 minutos do primeiro tempo, quando Arão foi expulso, o Flamengo empatou com a LDUno Maracanã, em 2 a 2, e conseguiu a classificação às oitavas de final da Libertadores de forma antecipada. O Rubro-Negro saiu na frente com Pedro, o time equatoriano virou com Guerra e Julio, mas Gustavo Henrique, de forma heroica, fez o segundo aos 42 da etapa final e salvou a noite do time.

imagem20-05-2021-04-05-58 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-59 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-59 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-59 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-59 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-00 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-00 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-00 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-01 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-01 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-01 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-01 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-02 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-02 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-02 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-02 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-03 Flamengo x LDU. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo imagem20-05-2021-04-05-03


O primeiro tempo foi muito agitado e com fortes emoções. Logo aos quatro minutos, a LDU quase abriu o placar. Amarilla arriscou o chute de fora da área, a bola subiu e desceu de repente, surpreendendo Gabriel Batista, e a bola tirou tinta do travessão. No lance seguinte, o Flamengo respondeu. Em contra-ataque, Gabigol foi lançado, dominou e entregou na boa para Gerson, que curtiu uma de atacante e chegou finalizando de primeira com a canhota. A bola explodiu na trave esquerda do goleiro Gabbarini.

Mas, aos 14 minutos, a vida do Flamengo ficou complicada. Na dividida de bola com Amarilla, Arão, que fez o seu ª300 partida pelo Rubro-Negro, levantou demais o pé, acertou o rosto do adversário, recebeu o cartão vermelho direto e foi para o chuveiro mais cedo. Aos 24, o clima ficou tenso entre os jogadores rubro-negros, com direito a Gabigol passando orientações ao técnico Rogério Ceni. O treinador viu necessidade de mexer no time e sacou Everton Ribeiro para colocar João Gomes.

A mudança surtiu efeito, e o Rubro-Negro abriu o placar aos 31 minutos. Depois do cruzamento de Matheuzinho para a área, a defesa tirou parcialmente, Pedro brigou com o defensor no corpo, ganhou na força e finalizou de direita. A bola passou por debaixo do goleiro e entrou de mansinho. Mas o Flamengo não teve muito tempo para comemorar. Aos 34, a LDU empatou. No cruzamento que saiu da direita, Guerra subiu no meio da defesa rubro-negra e testou firme para o fundo das redes de Gabriel Batista.

Você viu?

O time principal do Flamengo sofreu 19 gols na temporada – 11 deles em jogada aérea, representando 57,8% do total. Aos 43, a LDU quase virou o marcador. Na saída errada do Flamengo, LDU roubou no ataque, Amarilal invadiu a área com liberdade e, na cara do gol, bate de canhota para fora.

O roteiro do segundo tempo manteve as emoções. Aos dez minutos, o Flamengo ficou perto do segundo. No cruzamento de Vitinho que saiu da esquerda, Gustavo Henrique subiu bem na segunda trave e cabeceou por cima do gol da LDU. Mas, aos 14, quem conseguiu balançar a rede foi o time equatoriano. No cruzamento de Muñoz, que saiu da direita, Amarilla ajeitou com o peito para trás, Johjan Julio já dominou tirando Bruno Viana da jogada e fuzilou o gol de Gabriel Batista com a perna direita, virando o jogo para os visitantes.

Depois de sofrer o gol, o Flamengo, mesmo jogando mal, foi ao ataque em busca do empate, resultado que daria ao Rubro-Negro a classificação às oitavas de final da Libertadores. Mas o time demonstrava uma desorganização fora do comum desde a chegada de Rogério Ceni.

Na base da emoção, o Flamengo pressionava os equatorianos e, aos 42, eis que Gustavo Henrique, um dos piores em campo, fez o gol de empate e o da classificação. Arrascaeta cobrou a falta para a área, Gustavo Henrique foi no terceiro andar e cabeceou para o chão, Gabbarini não conseguiu segurar, e a bola entrou no sufoco.

Depois disso, o Flamengo administrou o placar e só esperou o apito final para comemorar a classificação às oitavas de final da Libertadores com uma rodada de antecedência. No sábado, o Rubro-Negro tem mais uma decisão. O time encara o Fluminense pelo segundo jogo da final do Carioca.

Fonte: ESPORTE.IG.COM.BR