Corinthians deve ir à Justiça após perder jogador para o Flamengo

David Viana assina contrato com o Flamengo Nathã Soares / Flamengo David Viana assina contrato com o Flamengo

O Corinthians não aceitou a transferência do atacante David Vianade 14 anos, para o Flamengo e deve levar o caso à Justiça. O clube paulista alega que o pai do jogador, Delano Oliveira Gomes, assinou um contrato de imagem como representante do jovem com o Timão e recebia R$ 5.500 por mês. Fora isso, eram pagos R$ 4.500 mensais como ajuda de custo. A informação é do jornalista Jorge Nicola.

Veja galeria de fotos do jovem talento:

imagem29-05-2021-01-05-13 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-14 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-14 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-14 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-15 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-15 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-15 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-16 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-16 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-16 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-17 Foto: Reprodução / Instagram imagem29-05-2021-01-05-17


David Viana é formado na base do Flamengo e alcançou a brilhante marca de mais de cem gols na temporada de 2019. Com o sucesso, foi contratado ainda como amador pelo Corinthians em fevereiro de 2020. A legislação do futebol brasileiro só permite a assinatura de um primeiro contrato de formação a partir dos 14 anos. O atacante completou tal idade no último dia 18, mas seu pai e o empresário Wagner Ribeiro decidiram levá-lo de volta ao Rio de Janeiro para assinar o contrato de formação com o Rubro-Negro.

Além do processo na Justiça, o Timão também alega que David Vianna não pode jogar em outra equipe nesta temporada sem a liberação do clube, já que seu registro só se encerra no fim de 2021. O Flamengo também já havia aberto um processo contra o Corinthians pela ida do atacante ao Parque São Jorge, em 2020.

Fonte: ESPORTE.IG.COM.BR