Fluminense é condenado a pagar quantia milionária a jogador do Flamengo

Justiça condena Fluminense por dívida com jogador do Flamengo Montagem/iG Justiça condena Fluminense por dívida com jogador do Flamengo

O Fluminense sofreu uma derrota judicial que vai trazer problemas para as finanças do clube. O Tribunal de Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro condenou o clube das Laranjeiras a pagar R$ 1,1 milhão em dívidas ao atacante Pedro (veja na galeria abaixo fotos), que atualmente defende o Flamengo. As informações são do portal “globoesporte.com”.

Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro Foto: Instagram/Pedro


A decisão foi tomada no dia 21 de agosto pelo juiz Marco Antonio Belchior da Silveira, da 14ª Vara do Trabalho. O Fluminense tem oito dias para efetuar o pagamento, porém, o Tricolor pode recorrer da decisão desfavorável na Justiça.

No processo, o centroavante do Flamengo pedia um total de R$ 2.240.257,08, que englobava cobranças como verbas rescisórias, FGTS, 13º salário, aplicação de reajuste salarial, acidente de trabalho, danos morais, etc. Porém, o juiz acatou parcialmente. Ele aceitou os pedidos do atleta referentes a verbas rescisórias, 13º salário, férias, FGTS, multas e reconhecimento da natureza salarial de “luvas” e “bicho”. Foram negados os pedidos referentes a indenização por acidente de trabalho, danos morais e exclusão do Fluminense do Ato Trabalhista.

Pedro foi revelado nas categorias de base do Fluminense e foi vendido para a Fiorentina em 2019. Após poucos meses no futebol italiano foi emprestado ao Flamengo. Após ir bem na temporada passada, o Rubro-Negro exerceu sua opção de compra e ficou com o jogador em definitivo no fim do ano passado.

Fonte: ESPORTE.IG.COM.BR