Planalto se irrita após Bolsonaro ser um dos últimos a discursar na Cúpula

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a Cúpula do Clima Reprodução: iG Minas Gerais Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a Cúpula do Clima

O fato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ter sido apenas o 21º líder a discursar na Cúpula do Clima nesta quinta-feira (22) incomodou membros do Palácio do Planalto. As informações são da CNN Brasil.

Segundo interlocutores da presidência, havia a preocupação de que o presidente dos Estados Unidos Joe Biden estivesse presente no momento em que Bolsonaro discursasse – o que não aconteceu.

O democrata deixou a sala alguns discursos antes do brasileiro falar, sendo representado pelo secretário de Estado, Antony Blinken.

Buscando reaproximação nas relações bilaterias com os Estados Unidosque teve uma mudança delicada, de Trump para Bideno comandante brasileiro fez referência ao estadunidense no discurso:

Você viu?

“Coincidimos, senhor presidente [Joe Biden], com o seu chamado ao estabelecimento de compromissos ambiciosos”.

Na fala, o presidente Bolsonaro garantiu que o Brasil irá zerar o desmatamento ilegal até 2030, e por conta disso, as emissões de gases poluentes será reduzida em 50% até essa data proposta.

O Brasil foi apenas o 21º país a discursar na Cúpula, ficando atrás de nações como Ilhas Marshall, Bangladesh, Indonésia e Argentina. Nomes esses, citados pelos interlocutores do presidente, de países menos expressivos nas áreas econômicas que ficaram a frente de Bolsonaro.

Ainda segundo os auxiliares do presidente, durante o último final de semana o país foi comunicado que outros países passariam à frente no discurso, sem qualquer justificativa.

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR