CPI da Covid: Pazuello cogita ir ao Supremo para não depor no Senado

Ex ministro da Saúde, Eduardo Pazuello Reprodução: iG Minas Gerais Ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello

 Membros da CPI da Covid no Senado foram alertados pelo fato de que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello cogita recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não ter que depor na Comissão.

Na oitiva, o general seria obrigado a dizer estritamente a verdade, podendo ser penalizado caso mentisse durante os questionamentos da CPI.

A sessão de Pazuellomarcada para a última quarta-feira (5), foi desmarcada após ele alegar ter tido contato com dois funcionários do Exército que testaram positivo para a Covid-19 .

Todavia, o ex-ministro da Saúde foi flagrado na quinta (6) se encontrando com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni . Além disso, Eduardo Pazuello foi visto circulando sem máscara no Setor Militar Urbano, onde mora, mesmo com a suspeita de estar infectado.

Você viu?

Segundo informações da Jovem Pan, a decisão de apresentar um habeas corpus no Supremo ainda não foi tomada. A cúpula envolta de Pazuello avalia como pequena a chance de sucesso na ação, visto que seria analisada pelo ministro Ricardo Lewandowski .

Uma derrota no Supremo seria um desgaste ainda maior na imagem do general, avaliam interlocutores.

Caso resolva recorrer ao STF, Pazuello irá alegar que é investigado pela Justiça Federal do Distrito Federal no inquérito da crise de abastecimento de oxigênio em Manausno início do ano.

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR