Idoso de 105 anos mora na beira de barranco e sonha com casa segura: ‘vivo de recolher recicláveis’

O caso de um idoso de 105 anos que se sustenta recolhendo materiais recicláveis pelas ruas de Açailândia, no Maranhão, acabou comovendo muita gente, afinal, nessa idade se espera que a pessoa possa estar descansando e não trabalhando pesado como ele faz diariamente. Todas as manhãs o idoso sai pelas ruas para recolher garrafas, papelão e latinhas.

O nome dele é Eduardo e ele vive com a esposa, de 77 anos. O casal mora em uma casinha vem simples de Açailândia, que fica na beirada de um barranco, correndo sérios riscos de desabar, especialmente em dias chuvosos. O único acesso à casa é através de uma ponte de madeira que está quebrada, o que aumenta os riscos de um acidente ou queda. Apesar do risco, eles não tinham para onde ir e por isso se mantinham no local há muitos anos.

Uma moradora da região do senhor Eduardo, Wiliana, gravou um vídeo falando com o idoso e divulgou na internet, com o intuito de ajudá-lo. O sonho de Eduardo era de se mudar para uma casa em um local seguro, mas com o dinheiro que ganha reciclando materiais que encontra na rua, só consegue o suficiente para a comida.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

O caso chegou à vaquinha Vooa do Razões e logo quase 1500 pessoas decidiram ajudar o senhor Eduardo e a esposa a terem um cantinho seguro para descansarem. O valor, aliás, se destinava a compra de uma casa e a manutenção do casal, evitando que Eduardo tenha de sair todos os dias para conseguir dinheiro com o trabalho com reciclagem. A carroça e o carrinho de mão que ele puxa diariamente, aliás, são muito pesados e requer bastante esforço.

Antes mesmo da vaquinha virtual terminar, mais de R$77 mil já estava arrecadado para transformar a vida do idoso e da esposa. Felizmente, o medo e a preocupação de Eduardo todas as vezes que chove, se tornará coisa do passado. Agora ele já pode procurar por uma casa, pois em breve receberá a ajuda.

Segundo os criadores da vaquinha no Vooa, Williana Acostta, que divulgou a história de Eduardo, é quem está dando todo o suporte ao casal nesse período. Não se sabe se ela que ajudará os dois a encontrar uma casa em um local seguro, mas a certeza é de que a união de várias pessoas doando o que podiam, tornou a vida desse senhor muito mais feliz.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://assets.revcontent.com/master/delivery.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR