Atenção: brinquedos com hidrogel podem levar crianças à morte; todo cuidado é pouco

Circula nas redes sociais mensagem que alerta os pais sobre os perigos de brinquedos de hidrogel para a saúde das crianças. Embora muita gente coloque em dúvida o que recebe via internet, esta informação é verdadeira e os pais devem tomar cuidado.

O hidrogel está presente em alguns brinquedos e há o risco de ele ser engolido pelas crianças. No conteúdo que circula pelas redes sociais, pais contam os momentos de tensão que passaram depois que os filhos engoliram um objeto com hidrogel.

O objeto se expandiu e causou obstrução dos pulmões e do intestino. O pediatra Marcello Creado Pedreira deu entrevista ao Viva Bem, do UOL, e confirmou que o risco é real. Médico do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, Pedreira alerta para os riscos e efeitos do hidrogel.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Quem tem bolinha de hidrogel em casa sabe o quanto é bom apertá-la, mas este brinquedo é um perigo para crianças, independente da idade. Para as menores, é ainda mais problemático. Se for engolido, pode causar a morte da criança.

O hidrogel absorve água. Uma vez no estômago, intestino ou pulmões, pode bloquear a entrada ou saída desses órgãos. “Uma bolinha junto com a outra pode causar uma obstrução intestinal com certeza”, alerta o pediatra.

No pulmão, podem interromper a entrada ou saída do oxigênio e a criança ficar sem respiração. O alerta do profissional é claro e direto: pais não devem permitir que seus filhos tenham brinquedos de hidrogel em casa. Todo cuidado é pouco.

Outro perigo

O médico alerta também para o risco de um brinquedo à base de hidrogel ser engolido sem os pais perceberem. O diagnóstico, neste caso, é difícil porque o corpo estranho não aparece no raio-X. Dentro do organismo, mesmo que não impeça a respiração ou evacuação, pode causar infecções e levar à morte.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://assets.revcontent.com/master/delivery.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR