‘Faraó dos Bitcoins’ vira réu por homicídio de investidor no RJ

Faraó dos Bitcoins Reprodução/ O Globo Faraó dos Bitcoins

A Justiça aceitou denúncia do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) contra Glaidson Acácio dos Santosconhecido como ‘ Faraó das Bitcoins ‘, pela morte do investidor em criptomoedas Wesley Pessanoem julho de 2021, em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos. Glaidson se tornou réu pelo homicídio na última sexta-feira.

A decisão da 2ª Vara Criminal da Comarca de São Pedro da Aldeia. O processo corre em segredo de Justiça. O ‘ Faraó dos Bitcoins ‘ encomendava as mortes de seus concorrentes no mercado de captação de clientes para investimentos em criptoativos. Faraó estava incomodado com o crescimento de Pessano no mercado financeiro de criptoativos.

Conversas em aplicativos de mensagens revelaram que o Faraó enviava mensagens para Daniel Aleixo Guimarães, o Dani Boy, encomendando homicídios, tentativas de homicídio e intimidações contra os seus concorrentes, por interesse econômico.

Glaidson está preso desde agosto, acusado de chefiar um esquema ilegal de investimento em criptomoedas . Ele também é réu pela tentativa de homicídio contra Nilson Alves da Silva, o Nilsinho, em 20 de março deste ano, em Cabo Frio, também na Região dos Lagos. Nilsinho sobreviveu ao atentado.

No último sábado (18), a Polícia Civil prendeu dois suspeitos de cometer homicídios a mando do ‘Faraó dos Bitcoins’. Daniel Guimarães e Felipe José Guimarães foram presos durante a Operação Sarcófago.

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR