Estado de alerta: Rio já registra 30 ocorrências por chuva forte

Reprodução/Twitter Chuva deixa ruas alagadas no Rio de Janeiro

O Rio entrou em estágio de alerta às 18h15 desta sexta-feira por causa das fortes chuvas que caem em diferentes pontos da cidade. Apenas nas últimas horas, o Centro de Operações Rio (COR) já registrou cerca de 30 ocorrências relacionadas à frente fria que atravessa o município. Bolsões d’água foram observados em ao menos 20 pontos da cidade, e locais como Alto da Boa Vista e TIjuca tiveram deslizamentos (veja lista completa abaixo), sem informações de vítimas.

No início da noite desta sexta-feira, segundo o COR, a chuva provoca 230 quilômetros de engarrafamento pelo município, número muito maior que a média para o horário, de 131 quilômetros. Um deslizamento de barreira foi notificado pela Defesa Civil na Estrada do Sumaré, na Tijuca, e outro deslizamento, de terra, ocorreu na Estrada da Gávea Pequena, na altura do Alto da Boa Vista. Na Zona Norte, uma das regiões mais afetas pelas precipitações desde esta quinta-feira, o Rio Maracanã voltou a transbordar nesta sexta.

A analista de comunicação Natália Veras ficou ilhada no prédio onde trabalha, no Flamengo:

— Precisei vir ao escritório hoje para uma reunião. No fim do expediente começou a chover muito forte e em pouco tempo a rua alagou. Agora não consigo sair do prédio e ainda não sei quando volto para casa.

Um dos bairros mais castigados da Zona Sul é o Jardim Botânico, que está com a sua rua principal completamente alagada. A saída do Túnel Rebouças para a Rua Jardim Botânico está interditada. O acesso para a Lagoa também está interditado. Agentes de trânsito estão no local, orientando os motoristas a seguirem por Ipanema. Segundo relatos, a Avenida Borges de Medeiros está totalmente interditada nesse momento por conta da chuva.

Em Botafogo, a Rua Muniz Barreto já apresenta pontos de alagamento. A situação fica mais delicada, já que ainda há reflexos do temporal que alagou o Rio nesta quinta-feira e madrugada desta sexta-feira, como bolsões de água.

Quedas de galhos e árvores foram registrados, de acordo com o COR, em bairros como Flamengo, Vargem Grande, Tijuca e Santo Cristo. Até o momento, 14 sirenes foram acionadas em quatro comunidades: Rocinha, Chácara do Céu, Vidigal e Santa Marta.

No início desta noite, o prefeito Eduardo Paes recomendou aos moradores do município que permaneçam em casa. “Evitem circular pela cidade. A chuva está muito intensa. Permaneçam em locais seguros. Temos muitas vias impactadas pelas chuvas. Melhor ficar protegido que engarrafado”, escreveu pelo Twitter.

O estágio de alerta significa que uma ou mais ocorrências graves impactam a cidade ou há incidência simultânea de diversos problemas de médio e alto impacto em diferentes regiões.

Leia Também

Ocorrências

Bolsões d’água em andamento

Quedas de árvores/galhos
Finalizadas

Outras
Em andamento

Finalizada

Vias interditadas
Devido ao atingimento de condições protocolares, encontra-se fechada:

Sirenes acionadas
Até 15h50, a Defesa Civil municipal acionou 14 sirenes em quatro comunidades:

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR