EUA aplicam sanções à Coreia do Norte por lançar mísseis

Foto: ANSA Disparo promovido pela Coreia do Norte em 14 de janeiro de 2022

Os Estados Unidos impuseram nesta sexta-feira (1º) sanções contra entidades ligadas à Coreia do Norte e acusadas de ligação com lançamento de mísseis intercontinentais .

Em um comunicado, o Departamento de Tesouro dos EUA afirmou que as recentes ações dos norte-coreanos representam uma “clara ameaça à segurança regional e global”. No total, cinco entidades foram acusadas de fornecer apoio ao desenvolvimento dos testes.

“Os testes provocativos de mísseis balísticos da Coreia do Norte representam uma clara ameaça à segurança regional e global, além de estarem violando em flagrante as resoluções do Conselho de Segurança da ONU. Os Estados Unidos estão comprometidos em usar suas autoridades de sanções para responder ao desenvolvimento contínuo de armas de destruição em massa e mísseis balísticos”, disse Janet Yellen, secretária do Tesouro.

A medida dos Estados Unidos chega após a Coreia do Norte ter feito testes em 26 de fevereiro e 4 de março, que envolveram um novo sistema de mísseis intercontinentaistambém chamado de ICBM.

Leia Também

Os Estados Unidos e seus aliados acreditam que a Coreia do Norte está se preparando para testar uma arma nuclear pela primeira vez desde 2017. Imagens de satélite mostraram possíveis atividades na superfície da área de teste nuclear de Punggye-ri.

“Seguimos preocupados com os norte-coreanos e suas tentativas de continuar melhorando a capacidade nuclear e de mísseis balísticos”, comentou o porta-voz do Pentágono, John Kirby, sem fornecer mais detalhes.

A Coreia do Norte já efetuou pelo menos seis testes nucleares em Punggye-ri, localizado ao norte de Pyongyang.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. 

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR