Trader Uriel de Carvalho mostra o roteiro dos sonhos das suas viagens pelo mundo

O homem vive em busca de sonhos. Correr atrás para realizar o sonho depende de cada um e cada um é responsável pelo que decide ser ou fazer. O sonho de Uriel de Carvalho era viver viajando, conhecendo o mundo. Uriel, criado em Diadema, cidade da periferia de São Paulo, sonhava alto. Nada de viajar como mochileiro passando perrengues e em condições pouco confortáveis, a ideia era viajar o mundo comendo nos melhores restaurantes, hospedando em hotéis cinco estrelas e aproveitando o melhor de cada lugar e tudo que a vida tem de bom para oferecer.

Segundo Uriel, ter uma mansão de 1000 metros quadrados nunca foi seu objetivo de vida. Seu desejo era ser rico para poder viajar o mundo. Nos últimos dois anos, conheceu cerca de vinte países, morando em diferentes locais do mundo como Dubai, Bali, Capadócia, Suíça, Paris e Barcelona. E tudo através do mercado financeiro que permitiu ter uma profissão que rende muito dinheiro trabalhando de qualquer lugar.

Em 2019, quando sua namorada terminou a faculdade, Uriel sentiu que era o momento certo para iniciar sua jornada. Comprou as passagens somente de ida e embarcou para o destino escolhido. “Confesso que dentro de mim era uma mistura de medo e ansiedade. O tempo maior que eu tinha passado viajando eram apenas algumas semanas, mas uma voz dentro de mim gritava dizendo que se não fizesse agora talvez não fizesse nunca mais”, conta Uriel.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

O plano era conhecer pelo menos quinze países na viagem. Os primeiros meses foram na Irlanda, seguidos de Amsterdam, na Holanda, Bélgica, Berlim, na Alemanha, e Milão, na Itália. “Então o inesperado aconteceu. A Covid foi um pesadelo pra todos nós e para piorar eu quase fiquei trancado na Itália separado da minha namorada. Quando finalmente consegui retornar para a Irlanda, além do severo inverno, ainda tive que enfrentar o lockdown”, diz Uriel.

O mundo todo estava fechado, com poucas opções de lugares para poder continuar a vida de nômade sonhador. A melhor decisão era esperar na Irlanda até começar abrir as fronteiras, pois se voltasse para o Brasil seria mais difícil retornar para Europa em razão das restrições impostas. Com o início da abertura das fronteiras partiu em direção da Inglaterra e logo em seguida para as praias do Mediterrâneo, em Algarve, e da charmosa Lisboa. Como o seu visto europeu estava quase expirando, decidiu viajar para Dubai.

Um mês em Dubai foi a verdadeira definição de realização de sonho de criança. “Tive a oportunidade de fazer tudo o que estava no script. Aluguei um carro fantástico, fiz passeios no deserto, pulei de paraquedas sobre a Palm Jumeirah, visitei o Burj Khalifa e tudo mais que eu tinha direito”, relata Uriel.

Após as aventuras em Dubai era a hora de conhecer a Indonésia. Foi preciso ficar cinco dias de quarentena no quarto do hotel, mas ficaria até o dobro para conhecer o maravilhoso lugar, a música, takes e tudo que envolve o local. Uriel aponta o país como um dos mais impressionantes lugares que já viveu. As paisagens paradisíacas, vulcões, ilhas e a cultura sem igual, foram sem sombra de dúvidas, as experiências mais intensas da sua existência. E o mais incrível foi a viagem pra Nusa Penida. Os seis meses em Bali foram sensacionais, mas estava na hora de arrumar as malas para realizar o grande sonho da namorada de conhecer a Turquia. A Capadócia proporcionou ao casal uma experiência mágica impossível de traduzir em palavras.

“Depois fui aproveitar o verão europeu na Croácia. E depois de tanta praia, ilhas e nightclubs, fui mais uma vez em busca da neve. Fui então para a Suíça. Era exatamente como eu imaginava com vacas com sinos e cachoeiras caindo dos alpes em uma beleza extraordinária. Para fechar com chave de ouro a viagem nada melhor que a região da Toscana na Itália, a Torre Eiffel em Paris e as praias de Barcelona”, encerra Uriel.

De volta ao Brasil, comprou os carros dos seus sonhos e conseguiu chegar a tempo para aproveitar o final de ano próximo da família. Em sua visão quase nada mudou no Brasil. Mesmo com a falta de segurança para andar nas ruas é aqui que deseja realizar seus grandes projetos. Seria o fim da jornada nômade do nosso intrépido viajante? Evidente que não? Para o ano de 2022 nosso querido viajante aventureiro já tem novos planos traçados de viagens. E agora de volta com as baterias recarregadas planeja produzir muito mais conteúdo que em breve vai ser compartilhado em seu canal.

Para acompanhar mais sobre a vida de Uriel, seu Instagram é:  https://www.instagram.com/urielshark, e seu canal do Youtube é https://www.youtube.com/urielshark.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR