Estude para o Enem: conheça 10 bacias hidrográficas brasileiras

Redação EdiCase Estude para o Enem: conheça 10 bacias hidrográficas brasileiras

Descubra quais são as bacias de drenagem nacionais e as características de cada uma

Por Tao Consult 

Entende-se como bacia hidrográfica um conjunto de um rio principal, seus afluentes e subafluentes, que drenam as águas de determinado território. O Brasil tem um dos maiores complexos hidrográficos do mundo, destacando assim um gigantesco potencial hídrico.

O território nacional possui rios com grandes extensões, larguras e profundidades. Além disso, o país conta com 8% de toda água-doce da superfície da Terra e a maior bacia fluvial mundial: a bacia Amazônica.

> Herança genética: conheça as 6 doenças mais comuns

O que são rios de planalto e planície?

Embora pouco explorados, os rios de planaltos (rios que são localizados em regiões com relevo acidentados e altitudes variadas) são os que apresentam rupturas de declive, vales encaixados, entre outras características que propiciam geração de energia elétrica.  

Como esses rios de solo são muito acidentados e irregulares, eles dificultam a navegabilidade e chamam a atenção de todo o planeta para o aproveitamento hídrico. Os principais rios são o Paraná e o São Francisco. Já os rios de planícies (rios que apresentam um curso mais regular) são mais utilizados para navegação fluvial e pesca. Os principais rios são o Amazonas e o Paraguai.

Bacias hidrográficas do Brasil 

1. Bacia do Amazonas 

É a maior bacia do mundo, abrange países vizinhos (Bolívia, Peru, Colômbia, Venezuela, Guiana, Guiana Francesa e Suriname) com o rio Amazonas como o principal. A bacia abrange uma área de 7.050.000 km², nascendo no Peru e entrando no Brasil com o rio Solimões.

2. Bacia do Amapá 

Essa bacia é um agrupamento de diversos rios que se destacam pela importância econômica, são eles: Araguari, Oiapoque, Pedreira, Gurijuba, Cassiporé, Vila Nova, Matapi, Maracapú, entre outros.

> Guerra Fria: entenda os principais acontecimentos históricos que marcaram essa época

3. Bacia do Nordeste 

É um agrupamento de diversos rios, como Acaraú, Jaguaribe, Piranhas, Potengi, Capibaribe, Una, Pajeú, Turiaçu, Pindaré, Grajaú, Itapecuru, Mearim e Parnaíba. Tais rios apresentam um papel importante no transporte de produtos agrícolas.

4. Bacia do Tocantins 

É a maior bacia hidrográfica inteiramente brasileira. Ela engloba o rio Tocantins (Goiás) e o rio Araguaia (Mato Grosso). Além disso, a bacia abriga a usina de Tucuruí (Pará), destinada à extração de ferro e alumínio. 

5. Bacia do São Francisco 

Essa bacia tem grande importância política, econômica e social para a região nordeste. Seu principal rio é o São Francisco, que é navegável por grande extensão e abastece a região metropolitana de Belo Horizonte. 

6. Bacia do Leste 

É um agrupamento de diversos rios, como o Pardo, Jequitinhonha, Paraíba do Sul, Vaza-Barris, Itapicuru, Paraguaçu, entre outros. 

> Redação oficial: tire suas dúvidas sobre o tipo de texto comumente cobrado em concursos públicos

7. Bacia do Sudoeste 

É um agrupamento de rios, como o Jacuí, Itajaí, Ribeira do Iguape, entre outros. Eles possuem importância regional por meio do transporte, abastecimento e geração de energia.

Rio Uruguai (Imagem: Shutterstock)

8. Bacia do Uruguai 

Nessa bacia, o principal rio, o Uruguai, divide os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além de fazer fronteira entre o Brasil e a Argentina, e a Argentina e o Uruguai. A Bacia do Uruguai apresenta tanto um grande potencial hidrelétrico quanto uma das maiores relações energia/km² do mundo.

9. Bacia do Paraná

Industrializada e urbanizada, essa bacia sustenta quase um terço da população brasileira, além da maior hidrelétrica do mundo: a usina de Itaipu (Paraná). Ela abrange as metrópoles populacionais de São Paulo, Campinas e Curitiba. O rio Paraná é o mais importante, com os seus afluentes e formadores: rio Grande, Paranaíba, Tietê, Paranapanema, Iguaçu, entre outros.

10. Bacia do Paraguai 

Sua navegabilidade tem importância para integrar países do Mercosul. Isso ocorre devido ao fácil transporte de cargas entre as águas do Brasil, Paraguai e Argentina.

Prepare-se para o Enem: estude sobre outros conteúdos cobrados nas provas

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR