Estudo diz que 99% das escolas públicas de SP não têm enfermaria

Governo do Estado de São Paulo/Divulgação Escolas sofrem com falta de infraestrutura

Um levantamento divulgado nesta sexta-feira (28) sobre a infraestrutura das escolas da rede estadual de São Paulo mostra que 99% das unidades escolares não possuem enfermaria, consultório médico ou ambulatório para atendimento dos estudantes.

Leia também

O estudo, que foi realizado pelo IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil) e pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) a pedido da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), ainda diz que 82% das escolas estaduais não têm mais de dois sanitários para os alunos.

Ainda de acordo com o levantamento, 11% das escolas estaduais não têm pátio, 13% não têm quadra, ginásio ou campo de futebol e 79% não possuem vestiário. No caso dos banheiros, em 48% das unidades escolares eles não são adaptados para atender pessoas com algum tipo de deficiência.

Junto com esse levantamento, a Apeoesp também divulgou um “Manual técnico para escolas saudáveis”. O documento traz referências para a construção de espaços escolares adequados às necessidades da pandemia da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

“Em resposta às demandas da pandemia, mas também visando a constituir um espaço permanente de apoio à saúde dentro da escola, faz-se necessário que todas as edificações tenham um ambulatório ou um espaço de acolhimento, onde possam ser realizados atendimentos de primeiros socorros e isolamento de pessoas que apresentem sintomas durante sua permanência na escola, sejam estes da covid-19 ou de quaisquer outras enfermidades”, diz trecho do manual.

Fonte: ultimosegundo.ig.com.br/educacao/2020-08-28/levantamento-mostra-que-99-das-escolas-publicas-de-sao-paulo-nao-tem-enfermaria.html