Economia dos EUA encolherá no primeiro trimestre de 2021

Scott Heins/Divulgação Nova-iorquinos em necessidade esperam em uma longa fila para receber produtos de graça no Lincoln Center


O JPMorgan espera que a economia dos EUA  encolha no primeiro trimestre de 2021, à medida que novas medidas de bloqueio afetam a atividade econômica.

Economistas liderados por Michael Feroli reduziram sua previsão de produto interno bruto do primeiro trimestre para -1% na sexta-feira, tornando o JPMorgan o primeiro grande banco a pedir uma contração no início de 2021.

Leia também


Os casos de Covid-19 em alta e novas restrições aos negócios estão congelando a atividade, pois a recuperação já mostrava sinais de desaceleração. Embora as reaberturas iniciais de verão tenham proporcionado um impulso importante, “a economia não tem mais esse vento a favor”, disse o JPMorgan. O atual salto nos casos criará um inverno “sombrio”, acrescentou o banco.

O JPMorgan é o primeiro grande banco a pedir uma contração no primeiro trimestre. O Goldman Sachs também reduziu sua previsão do primeiro trimestre no sábado, mas ainda espera um crescimento de 1% ao longo do período.

A batalha do país contra a doença está indo mal. Os EUA relataram 150.098 casos no domingo. O número traz a média de 7 dias para novos casos para 167.568. O total de mortes chegou a 250 mil e as hospitalizações chegaram a 83.782.

Especialistas em saúde pública alertaram que viagens de férias e clima mais frio podem agravar a disseminação do novo coronavírus nos próximos meses. Estados e cidades implementaram novas restrições para neutralizar a nova onda, mas os bloqueios podem enfraquecer uma recuperação já lenta.

A queda prevista para o primeiro trimestre deve ser compensada por um forte crescimento nos seis meses seguintes, disseram os economistas. As esperanças de distribuição de vacinas no início de 2021 estão se tornando mais plausíveis à medida que as empresas farmacêuticas revelam dados de ensaios encorajadores e solicitam autorização para uso de emergência.

Uma injeção estará disponível para provedores de saúde, trabalhadores essenciais e populações vulneráveis ​​no segundo trimestre, disse o JPMorgan. Uma distribuição mais ampla virá logo depois e impulsionará ainda mais a economia, acrescentaram os economistas.

A equipe espera que o crescimento do segundo trimestre alcance 2,5%, enquanto o PIB do terceiro trimestre crescerá 6,5%. O ritmo de recuperação esfriará no quarto trimestre para um crescimento de 3,8%.


Fonte: economia.ig.com.br/mercados/2020-11-23/economia-dos-eua-encolhera-no-primeiro-trimestre-de-2021.html