Bolsonaro rebate ‘caso leite condensado’ e ataca imprensa: ‘vai para PQP’

Bolsonaro minimizou gastos e atacou a imprensa Isac Nóbrega/PR Bolsonaro minimizou gastos e atacou a imprensa

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) rebateu as afirmações sobre a compra de R$ 15 milhões em leite condensado e atacou as reportagens feitas pela imprensa com ofensas . As declarações foram feitas em um encontro com artistas e autoridades realizado nesta quarta-feira (27), em uma churrascaria, em Brasília.

Em um vídeo gravado por um apoiador e publicado nas redes sociais do deputado Paulo Pimenta (PT-RS), mostra Bolsonaro aglomerado com apoiadores e ministros, todos sem máscaras.

“[inaudível] leite condensado? Vai para PQP. É para enviar no rabo de vocês da imprensa”, atacou Bolsonaro.

Você viu?

Após a declaração, os participantes da reunião aplaudiram as falas e entoaram a palavra “mito” para Jair Bolsonaro. Na gravação, é possível ver o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo .

A fala do presidente acontece após a revelação de que o Governo Federal gastou R$ 15 milhões em leite condensado no ano passado . As informações estão disponíveis no Portal da Transparência e foram divulgadas pelo portal Metrópoles .

O Portal iG analisou uma das licitações destinadas ao 3º Esquadrão da Cavalaria do Exército, que mostra o pagamento de R$ 324 por duas unidades de leite condensado de 395g . A reportagem tentou contato com a empresa fornecedora e o Ministério da Defesa para questionar o valor do produto, mas não obteve retorno.

Sobre o uso de leite condensado, o Ministério informou que usa o doce para a produção de ração e sobremesa para os militares. A pasta ainda justifica a falta de vale alimentação para os servidores como motivo para os gastos

Fonte: ECONOMIA.IG.COM.BR