CoronaVac é 67% eficaz em casos sintomáticos da Covid-19, diz Chile

Vacina Coronavac contra a Covid-19.| Foto: Hully Paiva / SMCSOuça este conteúdo

Um novo estudo indica que a CoronaVac, vacina contra a Covid-19 produzida no Brasil pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, tem eficácia de 67% em casos sintomáticos. É o que apontam as autoridades de saúde do Chile.

O estudo sugere que o imunizante é 85% eficaz na prevenção de hospitalizações e 80% na prevenção de mortes, 14 dias após a aplicação da segunda dose. O laudo, apresentado pelo médico e assessor Rafael Araos, do Ministério da Saúde chileno, foi feito em uma amostra de 10,5 milhões de pessoas, entre 2 de fevereiro e 1º de abril.

Nada menos que 88% das doses aplicadas por lá são de CoronaVac, a mesma que também lidera no Brasil, informa o colunista Leonardo Coutinho, da Gazeta do Povo.

Em um momento em que a ocorrência e as mortes começaram a subir no Chile após início da vacinação — mesmo com 40% da população vacinada —, os números foram comemorados pelo governo chileno. Testes feitos no Brasil indicam uma eficácia global de 50,38%.

A vacina da Janssen apresentou eficácia de 67%, contra 76% da AstraZeneca e 95% da Pfizer.

0xCompartilhe

Fonte: GAZETADOPOVO.COM.BR