Metrô de São Paulo entra em greve nesta quarta-feira

Greve começará às 0h desta quarta feira e não tem previsão para encerrar CPTM / DIVULGAÇÃO Greve começará às 0h desta quarta-feira e não tem previsão para encerrar

Os funcionários do Metrô de São Paulo vão entrar em greve a partir da meia-noite desta quarta-feira (19) para pedir reajuste salarial e manutenção de direitos trabalhistas . A decisão foi tomada após assembleia realizada na noite de terça-feira (18) e deve paralisar quatro linhas da CPTM: 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata.

De acordo com o Sindicato dos Metroviários de São Paulo, os servidores solicitam o aumento salarial de 10%, valor calculado pela inflação acumulada dos últimos dois anos, e reajustes de direitos, como adicional noturno e férias.

Em reunião no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), na última semana, o Metro SP apresentou uma proposta para os servidores, mas a oferta foi recusada pela categoria. O sindicato que representa os trabalhadores, então, adiou a greve em uma semana para manter as negociações com a empresa. 

A expectativa do sindicato é que 100% dos trabalhadores das linhas façam parte da manifestação. Ao todo, 7.200 pessoas trabalham nas linhas que devem paralisar na quarta-feira.

Em nota, o Metrô SP rebateu as acusações do sindicato e afirmou que a paralisação vai prejudicar os cidadãos. A empresa ressaltou que os funcionários do metrô foram colocados na lista de prioridades no calendário de vacinação.

O iG entrou em contato com a Secretaria de Transportes Metropolitanos de São Paulomas não obteve retorno.

Fonte: ECONOMIA.IG.COM.BR