Mulher que deu à luz dez gêmeos é acusada de ser amante do pai dos bebês: 'Ele não me disse nada'

O caso do suposto nascimento de dez bebês em um único parto, ocorrido em Pretoria, capital da África do Sul, no início desta semana, ganhou mais um “capítulo”. Enquanto ainda há a busca por parte das autoridades locais para confirmar a informação do parto que pode entrar para a história e no Guinness Book, uma mulher acusa a mãe das crianças, Gosiame Thamara Sithole, de ser amante de seu marido.

Identificada como Sibongile Gxekwa, a mulher de 47 anos, afirma ser casada com Teboho Tsotetsi, pai dos dez bebês. Em entrevista ao News24, ela disse que seu suposto marido começou a traí-la com Gosiame e teria posteriormente levado a amante para a casa da sua mãe.

Gxekwa disse que quando descobriu a traição o homem teria pedido silêncio. Pouco depois, ela tomou conhecimento de Tsotetsi havia engravidado Gosiame e que ela estava em uma gestação de múltiplos. 

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

“Quando ele começou suas escapadelas de sair à noite, eu o confrontei sobre a traição. Na época, eu não sabia quem ela era. Ele não me disse nada sobre seus novos dez filhos. Ele me ordenou que não falasse com a mídia sobre o assunto”, afirmou a mulher em entrevista ao veículo de imprensa local. 

A mulher ainda afirma que a família de Tsotetsi teria se voltado contra ela, recebendo Gosiame com todo o carinho e suporte. Ela continuou morando na residência do casal, em Tembisa, e desde então o marido se divide entre a casa da mãe, onde Gosiame foi recebida, e sua residência.

Sibongile disse ter namorado Tsotetsi desde os 15 anos de idade, e em 2006, teve sua mão pedida em casamento, após ele pagar “o preço da noiva”. 

Repercussão 

O suposto nascimento das dez crianças movimentou não só a África do Sul, mas vem tendo uma repercussão mundial. Enquanto algumas autoridades locais rebatem a veracidade dos fatos noticiados em primeira mão pelo jornal “Pretoria News”, outros dão a chegada das crianças como certa. Até campanhas para arrecadar donativos para os pais dos bebês foi montada, e conta com amplo apoio. 

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://assets.revcontent.com/master/delivery.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR