96 pré-candidatos morreram por Covid-19 durante campanha no Paraguai

Equipe de funerária se prepara para transportar o corpo de um profissional de saúde morto por Covid, em San Lorenzo, Paraguai, 12 de junhoEquipe de funerária se prepara para transportar o corpo de um profissional de saúde morto por Covid, em San Lorenzo, Paraguai, 12 de junho| Foto: EFE/Nathalia AguilarOuça este conteúdo

O Ministério da Saúde do Paraguai informou nesta sexta-feira que 96 pré-candidatos morreram em decorrência da Covid-19 durante a campanha das eleições partidárias do próximo domingo, prelúdio dos pleitos municipais de outubro.

A campanha também deixou 8.445 pré-candidatos infectados pelo coronavírus e 682 hospitalizados, do total de 17.853 que realizaram o teste, disse Guillermo Sequera, diretor da Vigilância Sanitária, em entrevista coletiva, com dados de 20 de abril a 15 de junho. Sequera acrescentou que, dos que morreram, três pretendiam ser eleitos pela militância dos seus partidos para concorrer às eleições locais.

O diretor, que lembrou que o Ministério emitiu uma série de recomendações para uma campanha segura para as eleições, pediu que as pessoas votem no domingo, tendo em mente as mesmas orientações de medidas de segurança.

As eleições partidárias de domingo, que definirão os candidatos que disputarão os cargos de prefeitos e vereadores no próximo pleito local, serão as primeiras a serem realizadas no Paraguai com listas desbloqueadas e urnas eletrônicas. As eleições municipais estavam marcadas para novembro do ano passado, mas foram adiadas devido à pandemia, que tem atualmente uma maior incidência no país, com picos de infecções e morte acumulada de pouco mais de 11 mil pessoas.

0xCompartilhe

Fonte: GAZETADOPOVO.COM.BR