Mulher dá à luz filhos gêmeos concebidos em dias diferentes: 'pensamos que nunca aconteceria'

Kimberley Tripp, de 35 anos, foi diagnosticada com síndrome do ovário policístico há 20 anos. Na época, a adolescente que tinha 15 já sabia que engravidar seria difícil. Nesta doença, a SOP, a ovulação é irregular e isso dificulta a gravidez, mas não a torna impossível.

O tempo passou, a mulher se casou e ela e o marido decidiram optar pela fertilização in vitro. O objetivo era evitar possíveis frustrações se tentasse engravidar e não conseguisse. Em julho de 2019, Kimberley e o marido receberam a notícia que tanto queriam: a mulher está grávida.

A fertilização havia dado certo. “Foi algo que pensamos que nunca aconteceria”, disse Kimberley em entrevista a Caters News. Semanas depois da fertilização ter sido feita com sucesso, a mulher recebeu uma ligação da gerente da clínica onde havia feito o procedimento.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

imagem28-08-2021-16-08-05

A profissional ligou avisando que Kimberley não esperava apenas um bebê, mas dois. De acordo com os médicos, o segundo bebê havia sido concebido de forma natural. Resumo da história: Kimberley daria à luz filhos gêmeos, concebidos de forma diferentes e com uma semana de diferença.

Este fenômeno tem nome. Na medicina, isso é chamado de superfetação. Kimberley contou que ficou completamente em choque com o ocorrido. Apenas um embrião havia sido transferido para o seu útero na clínica. Em março de 2020, a mulher deu à luz os bebês Leo e Patrick. Dois meninos saudáveis e que fazem a alegria da família. E tem outro detalhe interessante na história: não dá para saber qual bebê foi concebido naturalmente e qual foi fertilizado in vitro.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://assets.revcontent.com/master/delivery.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR