Planalto deverá pedir crédito especial ao Congresso de R$ 105,4 bi em 2022

Congresso Nacional deverá liberar crédito extra para governo conseguir cumprir com despesas Agência Brasil Congresso Nacional deverá liberar crédito extra para governo conseguir cumprir com despesas

Pelo quarto ano consecutivo, o governo precisará pedir dinheiro extra ao Congresso para pagar aposentadorias do INSS. Será necessário pedir um crédito de R$ 105,4 bilhões para essas despesas, que somam ao todo R$ 765,5 bilhões no próximo ano.

Para quitar tudo o que está programado para o ano que vem, o governo Jair Bolsonaro precisará de uma autorização do Legislativo para aumentar a dívida pública. Sem esse aval ou sem interromper o pagamento desses benefícios, o presidente descumprirá um dos pilares do equilíbrios das contas públicas: a chamada regra de ouro.

Os dados compõem o Orçamento de 2022, apresentado nesta terça-feira.

A regra de ouro diz que a União não pode se endividar para pagar as contas do dia a dia. Dívida tem de ser feita apenas para fazer investimentos. No entanto, o Brasil não tem mais recursos para bancar essas despesas sem pegar novos empréstimos ou emitir títulos.

Você viu?

Assim, Bolsonaro terá de pedir uma autorização para lançar dívidas de R$ 105,4 bilhões. O valor de 2022 é o menor registrado nos quatro anos de governo. Neste ano, a insuficiência da regra de ouro chegou a R$ 434,8 bilhões.

O valor foi diminuindo por conta da redução do déficit público e de melhora em outras receitas financeiras.

Fonte: ECONOMIA.IG.COM.BR