Bebê de 1 ano é picado por cobra mortal e sobrevive graças a 'milagre'

Um bebê de 1 ano de idade foi picado por um filhote de cobra em Blumenau, no vale do Itajaí, em Santa Catarina. Ele sobreviveu depois que o animal foi identificado pelos médicos como da espécie jararaca.

A serpente foi levada junto com o menino para o Hospital Santo Antônio, durante o atendimento a equipe conseguiu identificar rapidamente a espécie do réptil e encontraram o antídoto. A rapidez do atendimento e a eficácia do antídoto foram os responsáveis por esse salvamento. Picadas de filhotes de cobras tendem a ser mais perigosos que picadas de animais adultos.

O bebê segue hospitalizado e estado de saúde dele está estável, conforme informações repassadas pela família. Esse caso foi registrado na última segunda-feira (13), mas só agora foi noticiado e divulgado para a imprensa.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

O pai da criança, Paulo Henrique de Almeida Machado, disse que o menino estava brincando no quintal da casa da avó dele, no final do dia, quando ocorreu o acidente que quase custou a vida de seu filho. O bebê estava correndo atrás de uma bola e começou a gritar e a chorar muito, foi aí que descobriram que ele havia sido picado.

Um vizinho conseguiu encontrar a cobra perto da criança, matou o animal e colocou dentro de um pote. Com a identificação foi possível que encontrassem rapidamente o soro antiofídico para a picada. Encontrar o filhote ao lado do bebê também foi uma raridade que pode ser considerada um milagre.

“A médica atentamente bateu foto da cobra e mandou para o órgão responsável. Em poucos instantes já tivemos a resposta de que era um filhote de jararaca e a doutora iniciou com o antídoto e a hidratação”, disse o pai do bebê.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://assets.revcontent.com/master/delivery.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR