Johnson alerta sobre clima e diz que humanidade deve sair da “adolescência”

Como você se sentiu com essa matéria?

Em discurso nas Nações Unidas, primeiro ministro britânico cobrou compromisso efetivo para reduzir emissões de carbonoEm discurso nas Nações Unidas, primeiro-ministro britânico cobrou compromisso efetivo para reduzir emissões de carbono| Foto: Reprodução/UN Web TVOuça este conteúdo

Em um discurso focado no meio ambiente, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse na Assembleia Geral das Nações Unidas, na noite desta quarta-feira (22), que a humanidade precisa sair da “adolescência” e assumir um compromisso efetivo para combater as mudanças climáticas e reduzir emissões de carbono.

“Uma inspeção do registro fóssil nos últimos 178 milhões de anos, desde o surgimento dos mamíferos, revela que uma espécie média de mamífero existe por cerca de 1 milhão de anos antes de evoluir para outra coisa ou entrar em extinção”, discursou Johnson.

“Do nosso tempo de vida atribuído de 1 milhão de anos, a humanidade tem cerca de 200 mil anos. Em outras palavras, ainda somos coletivamente um jovem. Se você imaginar esse milhão de anos como a expectativa de vida de um ser humano individual, cerca de 80 anos, agora somos um adolescente de 16 anos”, apontou.

Continuando com a linguagem bem humorada, Johnson disse que a humanidade está na idade em que já sabe “mais ou menos como dirigir e como destravar o armário de bebidas”, mas ainda se apega “à crença infantil de que o mundo foi feito para nossa satisfação e prazer, e combinamos esse narcisismo com a presunção de nossa própria imortalidade”.

Após acrescentar que a “adolescência” da humanidade “está chegando e precisa chegar ao fim”, o primeiro-ministro britânico lembrou da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2021, a COP26, que será realizada em Glasgow, na Escócia, entre 31 de outubro e 12 de novembro.

“Estamos nos aproximando dessa virada crítica, em menos de dois meses, quando devemos mostrar que somos capazes de aprender, amadurecer e, finalmente, assumir a responsabilidade pela destruição que estamos infligindo, não apenas ao nosso planeta, mas a nós mesmos”, argumentou.

Na conclusão, Johnson voltou a brincar e citou um personagem do programa infantil de TV Muppets: “Quando Caco, o Sapo, disse que não é fácil ser verde, ele estava errado, é fácil ser verde, nós temos a tecnologia para isso”.

Deixe sua opinião

Como você se sentiu com essa matéria?

Veja mais matérias que causaram reações nos leitoresAtualizado às

Encontrou algo errado na matéria?comunique errosSobre a Gazeta do PovoxSobre a Gazeta do Povo

Fonte: GAZETADOPOVO.COM.BR