Idoso de 80 anos acorda com morcego no pescoço, recusa tratamento e morre um mês depois

Um idoso de 80 anos, cuja identidade não foi revelada, morreu no estado de Illinois, nos Estados Unidos. A informação do óbito foi confirmada pelo Departamento de Saúde Pública de Illinois nesta terça-feira (28). A causa da morte foi raiva humana.

O idoso acordou no mês passado com um morcego no pescoço. O animal passou por averiguação e foi constatado estar contaminado com o vírus da raiva. Apesar do resultado positivo no animal, o idoso recusou o chamado tratamento pós-exposição. Não foi informado o motivo de o homem ter rejeitado o tratamento.

Cerca de um mês depois do ocorrido, o idoso começou a apresentar dores de cabeça, dores no pescoço, dormência nos dedos e passou a ter dificuldades motoras e de fala. Eram os efeitos da raiva em seu organismo. De acordo com o órgão de controle e prevenção de doença dos Estados Unidos, havia um colônia de morcegos na casa do idoso.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

De acordo com o diretor do órgão, Ngozi Ezike, a taxa de mortalidade da raiva humana é a maior entre todas as doenças que existem. Apenas uma pessoa, em toda a história, se recuperou depois de apresentar os sintomas da raiva. Apesar da recuperação, as sequelas foram irreversíveis.

O tratamento para a doença precisa ser imediato para que a chance de cura seja elevada. De acordo com os dados dos Estados Unidos, são registrados anualmente de um a três casos da raiva humana.

Cerca de 60 mil pessoas têm contato com o vírus anualmente nos Estados Unidos e realizam o tratamento adequado antes da manifestação da doença. No Brasil, foram registrados 38 casos entre 2010 e 2020, de acordo com dados do Ministério da Saúde. A raiva é transmitida por um animal infectado – pode ser cão, gato, morcego, entre outros.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://assets.revcontent.com/master/delivery.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR