Pandemia coronavírus: 1º falecimento pela variante Ômicron é divulgada e acende alerta mundial

A primeira morte pela variante Ômicron do coronavírus foi divulgada nesta segunda-feira, 13 de dezembro. O caso aconteceu no Reino Unido e foi anunciado pelo primeiro-ministro do país Boris Johnson. Este é o primeiro caso de morte confirmada pela nova cepa que tem se espalhado rapidamente por vários países.

“Infelizmente a ômicron está gerando hospitalizações e, tristemente, pelo menos um paciente morreu com ômicron, confirmado”, disse o primeiro-ministro durante uma visita a uma clínica de vacinação em Londres. Boris Johnson ainda fez questão de frisar que a ideia que essa seria uma versão branda do coronavírus é algo que precisa ser colocado de lado, sendo importante reconhecer o ritmo acelerado com que tem se espalhado pela população.

O número de casos no país tem aumentado exponencialmente, gerando grande preocupação nos governantes. Os primeiros casos da variante Ômicron surgiram no país em 27 de novembro.  O premiê disse que todas as pessoas acima de 18 anos ou mais na Inglaterra vão poder receber a dose de reforço da vacina até o final do ano.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Dados indicam que o imunizante contra infecções sintomáticas é menor contra a nova cepa para os indivíduos que receberam duas doses. No entanto, uma terceira dose eleva a proteção em mais de 70%. Medidas de enfrentamento contra a variante ômicron têm sido tomadas pelo governo britânico numa tentativa de combater a propagação da cepa.

Ômicron no Brasil

De acordo com o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, o país deve ter mais casos da nova variante do que os 11 mapeados até o último domingo, 12 de dezembro. Portanto, as medidas para evitar o contágio precisam ser mantidas, sendo extremamente importante a imunização com a dose de reforço para as pessoas que já podem ser contempladas.

A Ômicron foi detectada pela primeira vez na África do Sul, tendo sido reportada à OMS – Organização Mundial de Saúde no dia 24 de novembro, colocando o mundo em alerta novamente, já que foi classificada como uma variante de preocupação.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR