Americano é condenado por usar auxílio emergencial na compra de Lamborghini

Suspeito usou dados de pessoa falecida para conseguir benefício do governo Reprodução Suspeito usou dados de pessoa falecida para conseguir benefício do governo

A Justiça americana condenou um homem suspeito de fraudar o auxílio emergencial para comprar uma Lamborghini. Lee Prince III, de 30 anos, admitiu o crime e foi condenado a nove anos de prisão.

Segundo os investigadores, Prince falsificou documentos e usou o nome de uma pessoa falecida para ter acesso ao benefício. Ao todo, ele recebeu US$ 1,6 milhões (R$ 11,1 milhões).

O suspeito ainda admitiu a falsificação de despesas de três empresas, além de pagamento e número de funcionários. Após uma denúncia, o governo americano chegou ao fraudador.

Além da Lamborghini Urus, Prince adquiriu uma Ford F-350 e um relógio Rolex.

O governo dos Estados Unidos informou ter recuperado US$ 700 mil (R$ 3,9 milhões) em valores fraudados. Embora condenado, a Justiça americana afirmou que continuará com as investigações sobre o caso.

Fonte: ECONOMIA.IG.COM.BR