Médico de Olavo de Carvalho nega morte por covid-19

Reprodução/Youtube Olavo de Carvalho morreu ontem (24)

Ahmed Youssif El Tassa, médico particular de Olavo de Carvalho, morto na noite de ontem (24), negou uma eventual relação com o diagnóstico de covid-19.

Tassa declarou que Olavo morreu por “insuficiência respiratória aguda”, causado por um quadro de enfisema pulmonar associado à insuficiência cardíaca congestiva, à pneumonia bacteriana e a uma infecção generalizada.

As informações são da colunista Bela Megale, d’O Globo. “Ele sofre de Doença Broncopulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), no caso, o enfisema pulmonar. Não tem qualquer relação com a covid-19, é um problema crônico. Qualquer pessoa com um enfisema crônico, quando pega uma pneumonia, é quase um sinônimo de morte”, revelou ao jornal.

Olavo testou positivo para covid-19 em 16 de janeiro, segundo informou em seu grupo oficial do Telegram. A morte foi confirmada pela família nas redes sociais, mas a causa não havia sido revelada. Ao contrário do que diz o médico, Heloísa de Carvalho, uma das filhas de Olavo, afirmou nas redes sociais que a causa seria o coronavírus.

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR