Jovem deficiente fica 9 dias presa dentro do carro após ser esquecida pela mãe e veículo ser rebocado

Uma mulher de 28 anos “gravemente incapacitada” ficou nove dias presa no banco de trás de um automóvel. O caso foi registrado na cidade de Washington, nos Estados Unidos. Tudo começou após a mãe estacionar em um posto de combustíveis e deixar o veículo no local, o qual fora removido por reboques dias depois, sem que a vítima fosse vista no interior.

Jovem deficiente fica presa em carro por vários dias

O caso começou a ser elucidado graças à irmã, que telefonou para a polícia da cidade de Kent no dia 14 de fevereiro, relatando o sumiço da vítima. A jovem havia sido vista pela última vez no dia 5 do mesmo mês, quando estava acompanhada pela mãe, de 45 anos, no posto de combustíveis.

Segundo as autoridades, o carro, abandonado no pátio do posto, foi rebocado pelos próprios funcionários. Com isso, a polícia foi até o local e salvou a jovem de dentro do automóvel depois de nove dias presa no interior em meio ao frio congelante do inverno estadunidense.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

A jovem estava com uma “condição médica grave” e foi localizada deitada sobre o banco de trás, com vários pertences pessoais amontoados sobre o seu corpo. Rapidamente foi levada ao hospital e, até o momento, não se tem notícias a respeito do atual estado de saúde.

O profissional identificado como Bonifacio Pauza, responsável pelo reboque, disse que a empresa não arromba os veículos que estão sendo transportados. Os funcionários fazem uma breve averiguação pelo próprio vidro, sendo que, no caso desta jovem, a maneira como se encontrava no interior do carro tornou impossibilitada a sua visualização. “A ligação salvou a vida dela”, disse à emissora NBC News.

Agora, o caso está sendo investigado pelas autoridades públicas. Há possibilidade de a mãe ser indiciada pelo crime de abandono de incapaz, tendo em vista que deixou a jovem deficiente no assento de trás do veículo, tomando, em seguida, rumo incerto.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR