FGTS: nova rodada do saque-aniversário será liberada em março

Felipe Moreno FGTS

Após a suspensão dos pagamentos durante o pagamento de Carnaval, a Caixa informa que os valores do saque-aniversário do FGTS (Fundo de Garantia por tempo de Serviço) serão liberados na Quarta-Feira de Cinzas (2) para os trabalhadores que optaram pela modalidade nascidos em março. O dinheiro fica disponível durante três meses, conforme o calendário: 

Nascidos em — Início do pagamento — Data final para sacar o valor

Veja  como aderir ao saque-aniversário do FGTS .

Quanto pode ser retirado?

O trabalhador que fizer a opção poderá sacar um percentual do saldo do FGTS acrescido de uma parcela adicional, anualmente, conforme tabela abaixo:

Limite (em R$)                    Alíquota                  Parcela Adicional (em R$)
Até 500,00                             50,0%                                –
De 500,01 até 1.000,00          40,0%                             50,00
De 1.000,01 até 5.000,00        30,0%                            150,00
De 5.000,01 até 10.000,00      20,0%                             650,00
De 10000,01 até 15.000,00     15,0%                           1150,00
De 15.000,01 até 20.000,00     10,0%                          1.900,00
Acima de 20.000,01                 5,0%                            2.900,00

A migração para a sistemática saque-aniversário não é obrigatória. Quem não fizer a opção, permanece com o saque-rescisão, sistemática tradicional, na qual o trabalhador, quando demitido sem justa causa tem o direito ao saque integral de sua conta FGTS, com a multa rescisória.

O trabalhador optante pelo saque-aniversário terá direito à retirada parcial do seu FGTS anualmente, independentemente de rescisão de contrato de trabalho. Se ocorrer rescisão, o trabalhador poderá sacar somente o valor referente à multa rescisória, quando devida. Já o saldo remanescente da conta vinculada irá compor o saldo da parcela anual do saque-aniversário.

Leia Também

Em caso de desistência, é possível desfazer após dois anos da data de adesão. Por exemplo: uma pessoa que opte pelo saque-aniversário em janeiro de 2022 e depois se arrependa só poderá retornar ao saque-rescisão em fevereiro de 2024.

No ano passado, 9,8 milhões de novos trabalhadores aderiram à modalidade. Segundo a Caixa, em 2021, o volume total de saque foi de R$ 17,7 bilhões, incluindo os valores repassados às instituições financeiras em razão da contratação, por parte de alguns trabalhadores, de empréstimos usando o saque-aniversário como garantia.

Fonte: ECONOMIA.IG.COM.BR