INSS paga 1ª parcela do 13º para novo grupo hoje; veja quem recebe

O Dia INSS paga 1ª parcela do 13º para novo grupo hoje; veja quem recebe

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) paga nesta sexta-feira (29) a primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas que recebem um salário mínimo (R$ 1.212 em 2022) e têm o número do benefício terminado em 5. O dinheiro será depositado junto com o pagamento referentes a abril.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Já a segunda parcela deste grupo será liberada em 31 de maio, também com a competência do mês.

A primeira parcela do 13º salário começou a ser paga em 25 de abril e segue até 6 de maio para quem recebe o piso nacional. Quem recebe mais será pago entre 2 e 6 de maio.

A maioria recebe 50% do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber a aposentadoria ou pensão depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Os segurados que recebem benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) também têm direito a uma parcela menor do que os 50%. Nesse caso, o abono é calculado de acordo com o tempo de duração do auxílio.

A segunda parcela, já com os descontos relativos ao Imposto de Renda (IR), será paga entre os dias 25 de maio e 7 de junho, para quem recebe o mínimo. Quem recebe mais terá o dinheiro entre 1º e 7 de junho.

Leia Também

Para os benefícios que forem concedidos após maio de 2022, o pagamento do 13º salário do INSS será efetuado em parcela única, juntamente com a mensalidade da competência novembro/2022.

O calendário segue o número final do benefício (NB) dos segurados, que tem 10 dígitos e aparece no seguinte formato: 999.999.99  -9. É preciso considerar o penúltimo algarismo. Veja abaixo: Caixa INSS paga 1ª parcela do 13º para novo grupo hoje; veja quem recebe


Em 2022, o governo antecipou o 13º salário de aponsentados e pensionistas do INSS pelo terceiro ano consecutivo. Aproximadamente 30,5 milhões de pessoas devem receber o abono neste ano. A medida deve injetar R$ 56,7 bilhões na economia.

Têm direito ao 13º salário do INSS quem recebe aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão. A exceção é para beneficiários do BPC/Loas (Benefício de Prestação Continuada) e da Renda Mensal Vitalícia.

Fonte: ECONOMIA.IG.COM.BR