‘Crime de guerra’: líderes do G7 condenam ataque a shopping ucraniano

Reprodução/Twitter Olaf Scholz Líderes do G7 chamar ataque a shopping ucraniano de “abominável”


Reunidos para a cúpula anual no sul da Alemanha, os líderes do G7 condenaram o  ataque russo com um míssil que atingiu um shopping center na Ucrânia nesta segunda-feira (27).

Em um comunicado divulgado no site oficial da cúpula, os dirigentes de Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido classificaram como “abominável” a ação na cidade de Kremenchuk que deixou ao menos 16 mortos e 59 feridos.

“Nós, os líderes do G7, condenamos solenemente o abominável ataque a um shopping em Kremenchuk. Estamos unidos com a Ucrânia no luto pelas vítimas inocentes desta ataque brutal”, afirmaram.


No comunicado, os países do G7 também afirmaram que não descansarão até que a Rússia termine sua “guerra cruel e sem sentido contra a Ucrânia”, além de afirmarem que Putin será responsabilizado pelo ocorrido.

“Ataques indiscriminados a civis inocentes constituem um crime de guerra. Presidente russo Putin e os responsáveis ​​serão responsabilizados.”


De acordo com o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, o shopping contava com mais de 1000 civis dentro das suas instalações. 

Kremenchuk é uma cidade industrial de 217.000 habitantes (antes da invasão russa). Ela fica no rio Dnipro, na região de Poltava, e é o local da maior refinaria de petróleo da Ucrânia.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR