Rússia condena jogadora de basquete americana a 9 anos de prisão

Como você se sentiu com essa matéria?

Brittney Griner está presa na Rússia porque foi encontrado óleo de cannabis na sua bagagem.| Foto: EFE/EPA/YURI KOCHETKOVOuça este conteúdo

A corte russa responsável pelo julgamento da atleta de basquete Brittney Griner declarou nesta quinta-feira (4) que a jogadora de basquete da WNBA cometeu crimes de porte de drogas e contrabando.

Assim, a atleta estará sujeita a uma pena de nove de anos de prisão. Brittney também terá que pagar uma multa de 1 milhão de rublos, cerca de R$85,8 mil.

Em resposta à decisão russa, o presidente americano, Joe Biden, disse que a prisão “é inaceitável”. Peço que a Rússia a liberte imediatamente, para que ela possa ficar com sua esposa, seus entes queridos, amigos e suas companheiras de equipe”, disse em comunicado.

Mais cedo, antes da audiência, a atleta disse que reconhecia ter cometido um erro, mas que “não conspirou, nem planejou cometer o crime” pelo qual é acusada.

Griner foi detida em fevereiro deste ano no Aeroporto Internacional Sheremetyevo, em Moscou. Na ocasião, funcionários da alfândega encontraram óleo de cannabis na bagagem da jogadora.

A defesa da americana, campeã olímpica e mundial, tinha solicitado a absolvição da atleta ou, então, a menor pena de prisão possível.

A legislação russa prevê pena de, no máximo, dez anos de prisão para o crime, portanto Griner teve quase a pena máxima prevista.

Os Estados Unidos chegaram a propor, sem sucesso, trocar a libertação da jogadora e de outro americano por um traficante de armas russo preso em território americano.

Deixe sua opinião

Como você se sentiu com essa matéria?

Veja mais matérias que causaram reações nos leitoresAtualizado às

Encontrou algo errado na matéria?comunique errosSobre a Gazeta do PovoxSobre a Gazeta do Povo

Fonte: GAZETADOPOVO.COM.BR