Investimento internacional cresce 25% e atinge US$ 24,1 bi, diz BC

Ivonete Dainese Banco Central acredita que investimentos devem ultrapassar os US$ 46 bilhões neste anp

O Investimento Direto no País (IDP) do primeiro trimestre deste ano foi de US$ 24,1 bilhões, 25% a mais do que no mesmo período do ano passado, quando foi de US$ 19,3 bilhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (25) pelo Banco Central (BC).

A expectativa do BC para este ano é de recuperação em relação a 2021, quando US$ 46,4 bilhões entraram no país. O primeiro trimestre do ano passado foi o pior momento da pandemia, com maior número de mortes e restrições maiores de mobilidade.

A projeção para 2022 é de US$ 55 bilhões. Antes da pandemia, em 2019, o resultado foi de US$ 69,2 bilhões.

A maior parte do investimento que entrou no país em março foi em participação no capital, somando US$ 6,2 bilhões. O restante foi em operações intercompanhia de U$ 1,4 bilhão.

O IDP engloba investimentos duradouros no país, como a expansão da capacidade produtiva de uma fábrica ou investimentos em uma nova filial de uma empresa estrangeira. Por isso, depende que os investidores tenham segurança no momento de tomar as decisões.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Mercado financeiro

O Banco Central também informou que houve saída líquida de US$ 5,5 bilhões em março de 2020, sendo principalmente de títulos de dívida. Houve saída U$ 6,6 bilhões em título e ingresso de US$ 1,1 bilhão em ações e fundos de investimento.

Diferente do IDP, a entrada desse tipo de recurso é mais volátil e depende de análises no exterior e dos humores do mercado.

Nos doze meses encerrados em março, houve entrada líquida de US$ 19,8 bilhões.

Fonte: ECONOMIA.IG.COM.BR