Mulher é presa por suposto plano para matar Zelensky na Ucrânia

Mulher é presa por suposto plano para matar Zelensky na Ucrânia

[email protected] (Agência Brasil) Chefe de gabinete de Zelensky liga para assessor de Lula


O Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU) prendeu uma mulher suspeita de tramar um plano de assassinato do presidente Volodymyr Zelensky. A informação foi divulgada pelas autoridades do país nesta segunda-feira (7). 

De acordo com o que foi divulgado, a suspeita estaria envolvida em uma trama para matar o presidente ucraniano por meio de um ataque aéreo na cidade de Mykolaiv, que Zelensky estaria visitando devido a uma enchente que atingiu a região em julho, quando bombardeios destruíram a represa de Kajovka. 

A investigação dos serviços de segurança diz que ela residiu em Ochakov, no sul do país, e teria viajado pela região recolhendo informações sobre o material militar das forças armadas ucranianas.


Segundo publicações internacionais, ela pode ser acusada de de divulgação não autorizada de informações sobre movimentos de armas e tropas, que prevê uma pena de 12 anos de prisão.

No comunicado, o SBU afirma que tomou “medidas adicionais de segurança” para a visita de Zelensky, e se justifica por não ter prendido a mulher imediatamente “para obter novas informações sobre seus ‘padrinhos’ russos e as tarefas que lhe incumbiam”.

Ainda segundo o órgão, a mulher em questão trabalhava numa base militar e “tentou descobrir horários e locais” do roteiro provisório que Zelensky faria durante a visita, com o intuito de planejar o ataque e matá-lo durante o seu deslocamento.  Também foram divulgadas uma foto desfocada da suspeita, mensagens telefônicas e notas manuscritas sobre atividades militares ucranianas.

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR